Série - setembro 30, 2022

Vença a inconstância espiritual • 12 a 17 de Setembro

CÉLULA: 12 a 17 de setembro

INTRODUÇÃO

Pare e reflita: Como é a sua vida espiritual? Você é cons- tante em sua caminhada de fé ou experimenta frequentes altos e baixos?

Infelizmente, muitos cristãos oscilam em sua vida espiri- tual. Um dia estão animados e cheios de fé. Outro dia es- tão pensando em desisitir. Um dia estão apaixonados por Deus e fervorosos, já no outro estão frios e desanimados.

Não foi assim que Deus planejou nossa caminhada com Ele. A proposta de Deus é uma jornada de constância e in- timidade; de regularidade e profunidade. Vamos aprender como podemos andar em passos firmes com Deus, desco- brindo os princípios para vencer a inconstância espiritual.

A INCONSTÂNCIA DE ISRAEL

Deus formou para si um povo, a partir dos descendentes de um homem chamado Israel. Para fugir da seca e da escassez, Israel mudou-se para o Egito com seus doze filhos. Após quatrocentos anos, sua família cresceu bas- tante e se tornaram mais de 2 milhões de pessoas. O faraó teve medo deles e os escravizou.

Deus levantou Moisés para libertar os Israelitas da escra- vidão e fez isso de maneira poderosa e milagrosa. Eles viram as pragas no Egito, viram o mar se abrir e o exér- cito egípcio ser derrotado. Comeram o maná (pão do céu), beberam água da rocha, foram abrigados pela nuvem no deserto de dia e pela coluna de fogo à noite.

Eles tinham tudo para ter uma fé forte e constante, mas, se lemos a Bíblia, vemos que eles oscilaram muito. Pou- cos dias depois de verem tantos sinais, fizeram para si um bezerro de ouro. Logo em seguida, dez espias não creram que seria possível entrar na terra prometida.

Pare e reflita: Talvez não estejamos adorando um bezerro de ouro, mas será que não nos curvamos diante do hedo- nismo, do materialismo, do individualismo e tantos outros ídolos da nossa geração?

Olhando para a nossa vida hoje, éramos escravos do dia- bo que governa este mundo em trevas. Fomos libertos do pecado e da morte por meio do sangue de Jesus e ex- perimentamos os milagres de Deus em nossa salvação, sustento e libertação. Temos tudo para crescer constan- temente com Deus, mas, como o povo que saiu do Egito, muitos de nós lutam contra a inconstância espiritual.

A inconstância de Israel é a nossa inconstância. Nós tam- bém experimentamos milagres de Deus e logo em segui- da nos vemos adorando ídolos ou derrotados pela incre- dulidade.

Precisamos entender porque eles foram tão inconstantes para podermos corrigir essa falha em nossas vidas.

Pergunta: Você foi salvo da escravidão e da morte por Jesus Cristo? Reconhece que Jesus operou milagres e te deu uma nova vida? Ou você precisa entregar sua vida a Cristo agora mesmo?

A PROPOSTA DE DEUS

Logo que Deus tirou os Israelitas do Egito fez a eles uma proposta que revolucionaria sua caminhada:

“No dia em que se completaram três meses que os israe- litas haviam saído do Egito, chegaram ao deserto do Sinai. Depois de saírem de Refidim, entraram no deserto do Sinai, e Israel acampou ali, diante do monte. Logo Moisés subiu o monte para encontrar-se com Deus. E o Senhor o chamou do monte, dizendo: “Diga o seguinte aos descendentes de Jacó e declare aos israelitas: ‘Vocês viram o que fiz ao Egito e como os transportei sobre asas de águias e os trouxe para junto de mim. Agora, se me obedecerem fielmente e guardarem a minha aliança, vocês serão o meu tesouro pessoal dentre to- das as nações. Embora toda a terra seja minha, vocês serão para mim um reino de sacerdotes e uma nação santa’. Essas são as palavras que você dirá aos israelitas”. Moisés voltou, convocou as autoridades do povo e lhes expôs tudo o que o Senhor havia-lhe mandado falar. O povo todo respondeu unânime: “Faremos tudo o que o Senhor ordenou”. E Moisés levou ao Senhor a resposta do povo.” Êxodo 19:1-8

Deus fez uma proposta maravilhosa! Convidou todo o povo para subir a montanha para se encontrar com Ele. O Rei do Universo, o Criador de todas as coisas, convidando o povo para entrar em sua presença. Repare que a proposta de Deus é muito mais completa do que somente uma ex- periência, um encontro. Deus chamou cada um ali para se tornar um sacerdote.

A frase dita foi muito clara: ‘vocês serão para mim um reino de sacerdotes e uma nação santa’. No Novo Testamento, a mesma afirmação é confirmada:

“Vocês, porém, são geração eleita, sacerdócio real, nação santa, povo exclusivo de Deus, para anunciar as grandezas daquele que os chamou das trevas para a sua maravilhosa luz.” 1 Pedro 2:9

“Tu és digno de receber o livro e de abrir os seus selos, pois foste morto, e com teu sangue compraste para Deus homens de toda tribo, língua, povo e nação. Tu os constituíste reino e sacerdotes para o nosso Deus, e eles reinarão sobre a terra”. Apocalipse 5:9,10

Repare que Deus disse um reino DE sacerdotes e não um reino COM sacerdotes. Isso muda tudo! Um reino com sacerdotes quer dizer que alguns são separados e tem uma vida especial com Deus, enquanto os demais, vivem uma vida comum.

A proposta de Deus nunca foi essa. Deus chamou cada pessoa que ele salvou para ser um sacerdote. Para Deus não existe crente espectador. Ou você é um sacerdote ou você não está no reino, porque o reino dele é composto por sacerdotes. Todos que estão com Deus são sacerdotes.

Porque Israel viveu uma montanha russa espiritual? Por- que se recusaram a ser sacerdotes do Deus altíssimo. Porque você tem vivido uma inconstância espiritual? Pro- vavelmente, porque você tem se recusado a ser sacerdote na presença de Deus.

No Reino de Deus, TODOS são sacerdotes!

Pergunta: Diante dessa proposta incrível, qual foi a res- posta do povo para Deus? Qual tem sido a sua resposta?

A RESPOSTA DO POVO

Deus chamou o povo para subir o monte a fim de se en- contrar com Ele e, a partir daí, para estarem constante- mente como sacerdotes em sua presença. Nos versos acima, lemos que o povo disse sim para Deus: O povo todo respondeu unânime: “Faremos tudo o que o Senhor orde- nou” Ex 19:8.

Entretanto, sua resposta foi da boca para fora, pois quan- do chegou o momento de se encontrarem com Deus, tive- ram medo e fugiram da presença do Senhor:

“Vendo-se o povo diante dos trovões e dos relâmpagos, e do som da trombeta e do monte fumegando, todos tremeram assustados. Ficaram à distância e disseram a Moisés: “Fala tu mesmo conosco, e ouviremos. Mas que Deus não fale co- nosco, para que não morramos”. Moisés disse ao povo: “Não tenham medo! Deus veio prová-los, para que o temor de Deus esteja em vocês e os livre de pecar”. Mas o povo per- maneceu à distância, ao passo que Moisés aproximou-se da nuvem escura em que Deus se encontrava.” Êxodo 20:18-21

Diante desse convite irrecusável de Deus, a maioria res- ponde: “sim Senhor, claro que quero me encontrar com o Senhor”. Mas, na prática, na hora do encontro fugimos e nos esquivamos. O povo teve medo de subir o monte. E a resposta deles esclarece muito bem porque desistiram:

1. Fala tu mesmo (Moisés) conosco, e ouviremos.

A resposta do povo para Moisés foi: “fale você!”. Ali eles decidiram delegar para o líder a função de estar na pre- sença de Deus; ali eles decidiram não ter relacionamento direto com Deus e se tornaram dependentes do seu líder. Quando Moisés ficou 40 dias na presença de Deus, ao re- tornar, todo o povo havia se desviado.

Esse é um dos principais motivos para a incostância es- piritual das pessoas. A maioria não quer desenvolver um relacionamento pessoal e profundo com Deus. A maioria não está disposta a investir tempo em oração e leitura da palavra. A maioria não está disposta a se separar e se consagrar.

Muitos cristãos esperam que seu pastor ou seu líder de célula orem por eles; esperam que o pastor ou o líder de célula leiam a bíblia por eles; esperam que alguém ouça a voz de Deus e lhes conte o que Deus está falando ao invés de ouvirem diretamente de Deus. A maioria dos cristãos em nossa geração está delegando seu relacionamento com Deus para outra pessoa.

Desafio: Daqui a dez anos procure saber sobre as pes- soas da nossa célula e sobre as pessoas da nossa igreja. Sabe quem estará firme e constante?

Aqueles que tiverem um hábito consistente de fazer seu devocional com Deus. Aqueles que levaram a sério a pro- posta de Deus de serem sacerdotes. Esse é o caminho proposto pelo Senhor para vencer a inconstância espiri- tual: ser sacerdote em sua presença!

Quando escolhemos não exercer nosso sacerdócio esta- mos jogando fora o sangue de Jesus. Ele morreu para nos dar acesso à presença de Deus. Morreu para rasgar o véu e para nos dar o Espírito Santo. Todo cristão nascido de novo tem o Espírito Santo e acesso à presença de Deus. Quando não somos sacerdotes e esperamos que alguém faça isso por nós, o sacrifício de Jesus se torna vão em nossas vidas.

Pergunta: Você tem exercido seu sacerdócio? Ou tem de- legado para alguém sua busca e sua missão?

2. Que Deus não fale conosco, para que não morramos.

O povo entendeu muito bem que morreriam se entrassem na presença de Deus. Eles sabiam que se adentrassem as densas nuvens, repletas de fogo, raios e trovões, não sai- riam da presença de Deus do mesmo jeito. Tiveram medo de serem mudados e confrontados.

Esse é o segundo motivo causador da inconstância espi- ritual. Muitas pessoas resistem a serem transformadas por Deus. Muitos não estão dispostos a entregar áreas das suas vidas, muitos não querem sacrificar na presença de Deus alguns sonhos, pecados, feridas e prazeres. Pre- ferem ficar do mesmo jeito do que permitir que algumas coisas em suas vidas morram para agradar a Deus.

“Que Deus não fale conosco, para que algumas coisas não precisem morrer em nossas vidas”. Muitos cristãos vivem assim e por isso são inconstantes em sua caminhada. Preferem fazer um bezerro, um deus miniatura que po- dem controlar. Sem entrega, confiança e rendição é im- possível que nossa vida espiritual avance.

Deus nos chama para entrar no fogo da sua presença, pois ele quer nos moldar à imagem e semelhança dele. Infe- lizmente, muitos preferem colocar no fogo seus tesouros, fundindo para si um deus pequeno à imagem e semelhan- ça dos seus prazeres.

Pergunta: Qual assunto você teme que Deus fale com você? Qual área da sua vida você não está disposto a en- tregar para Deus?

2

CONCLUSÃO E ADORAÇÃO

O convite de Deus está aberto! Ele te chama para ser um sacerdote em sua presença! Não delegue isso pra nin- guém. Não tenha medo de entrar na presença de Deus! Ele te ama e tem o melhor para a sua vida. Se você cultivar sua intimidade com Deus e se tiver disposto a entregar todas as áreas da sua vida ao Senhor, viverá uma cami- nhada crescente e constante.

Indicamos que você faça o momento de adoração ao fi- nal da discussão da palavra e sugerimos a música “Tudo Sobre Você”. Essa música fala sobre o dilema de subir ou não à presença de Deus. Sobre encarar os medos e com- preender que Deus é tudo o que queremos e precisamos. Que você e a sua célula decidam permanecer na presença de Deus até encontrá-lo!

É TUDO SOBRE VOCÊ / SER MUDADO | MORADA (AO VIVO)