Série - outubro 24, 2020

Tome a decisão de confiar o seu futuro a Deus • 6 a 11 de janeiro

Série - outubro 24, 2020

Tome a decisão de confiar o seu futuro a Deus • 6 a 11 de janeiro

QUEBRA-GELO

Vocês já leram o livro “As Cinco Linguagens do Amor”, de Gary Chapman? Se não leram, vale a pena ler. Neste livro, o autor nos ajuda a entender o que todos já percebiam: que existem diferentes linguagens de amor e que cada pessoa entende o amor de uma maneira diferente. Ele afirma que quando o casal não entende corretamente a linguagem predominante de cada um a comunicação é afetada, impedindo que ambos se sintam amados, aceitos e valorizados. Ele conta como identificou cinco formas através das quais as pessoas expressam e recebem as manifestações de amor: 

Palavras de afirmação | Tempo de qualidade | Dar presentes | Atos de serviço | Toque físico

Perguntas:

Qual é a sua principal linguagem de amor? Dar presentes? Investir tempo de qualidade na pessoa amada? E dessas cinco linguagens acima, qual delas faz você se sentir mais amado? Receber palavras de afirmação? Toque físico?

Conversem um pouco sobre este tema. Qual é a principal linguagem de amor de sua mãe? Para os casados, qual a linguagem de amor de seu cônjuge?

E quanto a Deus, qual seria a linguagem de amor de Deus? Deus é perfeito e completo, e é uma pessoa. O que será que toca o coração de Deus e demonstra que alguém o ama pra valer? Como melhor demonstramos o nosso amor a Deus?

Vamos ler um texto muito importante e revelador, para respondermos a esta pergunta.

Leitura Bíblica: Gênesis 22.1-18

Passado algum tempo, Deus pôs Abraão à prova, dizendo-lhe: “Abraão! “ Ele respondeu: “Eis-me aqui”. Então disse Deus: “Tome seu filho, seu único filho, Isaque, a quem você ama, e vá para a região de Moriá. Sacrifique-o ali como holocausto num dos montes que lhe indicarei”. Na manhã seguinte, Abraão levantou-se e preparou o seu jumento. Levou consigo dois de seus servos e Isaque seu filho. Depois de cortar lenha para o holocausto, partiu em direção ao lugar que Deus lhe havia indicado. No terceiro dia de viagem, Abraão olhou e viu o lugar ao longe. Disse ele a seus servos: “Fiquem aqui com o jumento enquanto eu e o rapaz vamos até lá. Depois de adorarmos, voltaremos”. Abraão pegou a lenha para o holocausto e a colocou nos ombros de seu filho Isaque, e ele mesmo levou as brasas para o fogo, e a faca. E caminhando os dois juntos, Isaque disse a seu pai Abraão: “Meu pai! “ “Sim, meu filho”, respondeu Abraão. Isaque perguntou: “As brasas e a lenha estão aqui, mas onde está o cordeiro para o holocausto? “ Respondeu Abraão: “Deus mesmo há de prover o cordeiro para o holocausto, meu filho”. E os dois continuaram a caminhar juntos. Quando chegaram ao lugar que Deus lhe havia indicado, Abraão construiu um altar e sobre ele arrumou a lenha. Amarrou seu filho Isaque e o colocou sobre o altar, em cima da lenha. Então estendeu a mão e pegou a faca para sacrificar seu filho. Mas o Anjo do Senhor o chamou do céu: “Abraão! Abraão! “ “Eis-me aqui”, respondeu ele. “Não toque no rapaz”, disse o Anjo. “Não lhe faça nada. Agora sei que você teme a Deus, porque não me negou seu filho, o seu único filho.”  Abraão ergueu os olhos e viu um carneiro preso pelos chifres num arbusto. Foi lá, pegou-o e sacrificou-o como holocausto em lugar de seu filho. Abraão deu àquele lugar o nome de “O Senhor proverá”. Por isso até hoje se diz: “No monte do Senhor se proverá”. Pela segunda vez o Anjo do Senhor chamou do céu a Abraão e disse: “Juro por mim mesmo”, declara o Senhor, “que por ter feito o que fez, não me negando seu filho, o seu único filho, esteja certo de que o abençoarei e farei seus descendentes tão numerosos como as estrelas do céu e como a areia das praias do mar. Sua descendência conquistará as cidades dos que lhe forem inimigos e, por meio dela, todos povos da terra serão abençoados, porque você me obedeceu”.

A linguagem de amor de Deus

No verso 12, Deus diz a Abraão: “Não toque no rapaz; não lhe faça nada. Agora sei que você teme a Deus (ama a Deus), porque não me negou seu filho, seu único filho”.

Abraão estava sendo testado por Deus, que queria constatar se ele realmente confiaria no amor e na sabedoria de Deus mesmo diante de um pedido tão difícil. E Abraão foi aprovado. Ele confiou em Deus pra valer e Deus ama que confiem nele! Para Deus, amá-lo não é mero sentimento ou discurso. Amá-lo é confiar nele. Para Deus, confiar é mais valioso que prestar culto ou cantar louvores. Deus se agrada mesmo é quando confiamos Nele.

Pergunta: Neste sentido, você pode dizer que ama a Deus? Você faria o mesmo que Abraão fez quando Deus lhe pediu que confiasse e obedecesse sem questionar?

Não entendemos muito bem esse conceito porque nós comparamos amor com bem-estar. Quando tudo vai bem, quando tudo está gostoso e confortável, quando tudo está sorrindo para nós, nos sentimos amados e dizemos que isso é amor. Nós pensamos que o amor de Deus é resultado. Se Ele nos abençoa, se nos atende, se nos livra de tudo que é ruim, concedendo-nos somente o bem, então temos certeza que ele nos ama. Nós medimos o amor de Deus através de provas circunstanciais. Mas para Deus, amor é um processo. É confiar nele, louvá-lo e continuar servindo-o pela fé, mesmo quando não sentimos a sua presença, ou quando as coisas não estão bem. Porque Deus compara amor com confiança.   

O teste do Monte Moriá

Deus queria saber se Abraão o amava mesmo, demonstrando fé e confiança mesmo quando as circunstâncias mudassem, e mesmo que as ordens de Deus não fizessem sentido, sendo contrárias à vontade dele.

Todos conhecem a história e podem entender porque Abraão é chamado de o Pai da Fé; porque confiou em Deus e levou seu filho até aquele monte para sacrificá-lo em obediência a Deus. Ele fez isso porque confiava no que Deus tinha dito (de Isaque seria gerada uma grande descendência) e cria que mesmo se o matasse de fato, o Senhor poderia ressuscitá-lo (veja Hebreus 11.17-19).

O resultado de confiar em Deus

Pergunta: Qual foi o resultado na vida de Abraão por ter confiado em Deus?

Abraão ergueu os olhos e viu um carneiro preso pelos chifres num arbusto. Foi lá, pegou-o e sacrificou-o como holocausto em lugar de seu filho. Abraão deu àquele lugar o nome de “O Senhor proverá”. Por isso até hoje se diz: “No monte do Senhor se proverá” (Jeovah Jireh). Pela segunda vez o Anjo do Senhor chamou do céu a Abraão e disse: “Juro por mim mesmo”, declara o Senhor, “que por ter feito o que fez, não me negando seu filho, o seu único filho, esteja certo de que o abençoarei e farei seus descendentes tão numerosos como as estrelas do céu e como a areia das praias do mar. Sua descendência conquistará as cidades dos que lhe forem inimigos e, por meio dela, todos povos da terra serão abençoados, porque você me obedeceu”.

Como resultado daquele gesto de total confiança, o Deus de toda provisão jurou por Ele mesmo que abençoaria Abraão e sua descendência de forma extraordinária. Jeovah Jireh se manifestou na vida de Abraão para sempre. Crer é confiar, e confiança em Deus libera promessas poderosas na vida do crente. Veja algumas delas:

“Os que confiam no Senhor são como o monte Sião, que não se pode abalar, mas permanece para sempre. Como os montes cercam Jerusalém, assim o Senhor protege o seu povo, desde agora e para sempre.” Salmos 125:1,2

“Até os jovens se cansam e ficam exaustos, e os moços tropeçam e caem; mas aqueles que confiam no Senhor renovam as suas forças. Voam bem alto como águias; correm e não ficam exaustos, andam e não se cansam.” Isaías 40:30,31

“Confie no Senhor de todo o seu coração e não se apoie em seu próprio entendimento; reconheça o Senhor em todos os seus caminhos, e ele endireitará as suas veredas.” Provérbios 3:5,6

Um outro exemplo bem claro pode ser visto na vida do rei Josafá. Leiam 2 Crônicas 20.10-12,17,20,27. Nesta história, aprendemos que a fé não nega os problemas, mas calmamente coloca o assunto nas mãos de Deus. Só confiará em Deus aqueles que verdadeiramente o conhecem, porque já sabem quem Ele é:

1. Ele é imutável. Ele vê o fim desde o princípio. Ele nunca é surpreendido por um imprevisto. Ele também não faz correções no meio do percurso, não está sujeito a mudanças de ânimo ou climáticas e não muda como sombras inconstantes (Tiago 1.17)

2. Ele é fiel. “Aquele que prometeu é fiel” (Hb 10.23).

3. Ele é forte. Ele não faz promessas além do que pode cumprir. Deus é poderoso para cumprir o que promete” (Rom 4.21)

4. Ele não pode mentir. “É impossível que Deus minta” (Hb 6.18). A rocha não pode nadar, o hipopótamo não pode voar, a borboleta não pode falar e Deus não pode mentir. Ele nunca exagera nem manipula, nem engana, nem bajula ninguém. É impossível que Deus não cumpra uma promessa (Tito 1.2)

Conclusão

Deus quer ser seu Jeovah Jireh em 2020 e por toda a sua vida. Mas para isso Ele te convida a confiar sua vida, sonhos e seu futuro nas mãos dele. Você quer viver o melhor ano de sua vida? Quer ver revolucionado seu relacionamento com Deus? Então:

• Continue a fazer o que você assumiu em 2019: Coloque Deus em primeiro lugar em sua vida. Para fazer isso na prática, e não apenas na boa intenção, na primeira hora de cada dia, busque a Deus. No primeiro dia da semana, adore ao Senhor em sua igreja. Na primeira semana de cada mês, faça um jejum. E da primeira renda que receber, honre ao Senhor com seus bens.

• Além disso, no início desse novo ano, decida que não será superficial, medroso e limitado em seu relacionamento e sua afeição por Deus. Confie Nele. Tome a decisão de confiar o seu futuro a Deus. Entregue sua vida no altar, como Abraão fez, entregando seus sonhos, amores e prioridades no altar do Monte Moriá.

• E se você quer mergulhar nesta experiência de confiar totalmente Nele, participe da nova série de pregações na Central chamada “Acesso Negado” e descubra porque a fé de muita gente simplesmente não funciona. Os temas abordados serão:

1. Confie que Jesus é o seu melhor amigo.

2. Confie que Deus é quem te define.

3. Confie que o Espírito Santo te capacita.

4. Confie que, como prometeu, Jesus voltará.

Por isso, dizemos que 2020 será o ano da abundância e da plena provisão, se for para cada um de nós o ano de confiar em Deus radicalmente. Feliz Ano Novo

Fechar Menu