Série - outubro 24, 2020Série O milagre de Belém

Todo dia um Natal, todo coração uma manjedoura • 16 a 21 de dezembro

Série - outubro 24, 2020

Todo dia um Natal, todo coração uma manjedoura • 16 a 21 de dezembro

QUEBRA-GELO

Se pensarmos bem, ninguém, por mais pobre que seja, deveria nascer num estábulo de vacas, lugar sujo, mal cheiroso e entre animais.

“Falando nisso, onde foi que você nasceu?” A partir desta pergunta, peça à aos participantes de sua célula que compartilhem detalhes da história de seu nascimento: Quando foi? Onde foi? Há algum detalhe que vale a pena destacar?

Jesus nasceu num estábulo, e devemos observar que não foram os pais de Jesus que escolheram aquele local para o seu nascimento; foi Deus. Deus designou aquele lugar e ficou contente de ver seu Filho nascendo na presença de ovelhas e bois ruminando, sem holofotes e sem publicidade.

Pergunta: Por que Deus conduziria todos os detalhes da história, como o recenseamento obrigatório na véspera do nascimento, as pousadas lotadas, tudo para que seu Filho, o Príncipe de todo o universo, nascesse num lugar tão inadequado, tão desconfortável e tão sujo? Já havia pensado nisso? Qual a sua opinião?

Podemos responder a esta questão da seguinte forma:

1. Porque talvez a nossa vida se assemelhe a um … estábulo.

É difícil admitir, mas por causa do pecado, podemos estar, aos olhos de Deus, tão sujos e toscos como aquele curral. Podemos ter áreas de nossa vida que não são nada limpas, talvez até malcheirosas. Por isso é que Bíblia diz que Deus prova o seu amor pelo fato de Cristo ter dado a sua vida por nós quando ainda éramos pecadores (Romanos 5.8). E Paulo falou aos efésios:

“Vocês estavam mortos em suas transgressões e pecados, nos quais costumavam viver, quando seguiam a presente ordem deste mundo e o príncipe do poder do ar, o espírito que agora está atuando nos que vivem na desobediência. Anteriormente, todos nós também vivíamos entre eles, satisfazendo as vontades da nossa carne, seguindo os seus desejos e pensamentos. Como os outros, éramos por natureza merecedores da ira.” (Efésios 2:1-3)

Muitas pessoas perguntam: “Será que Deus tem um lugar para uma pessoa como eu?” e a resposta é: Olhe para o estábulo de Belém! Deus conduziu seu Filho para nascer num lugar daqueles para demonstrar que Ele tem lugar para todos e para qualquer um, em qualquer situação.

A grande verdade da manjedoura é que não há lugar aonde Ele não vá para salvar aqueles a quem Ele ama tanto. Se está disposto a nascer num curral, então podemos esperar que Ele vá operar em qualquer lugar: em bares, quartos, salas, igrejas, bordéis, prisões, escritórios, universidades, bocas de fumo. Nenhum lugar é comum demais, nenhuma pessoa é dura demais, nenhum pecado é grave demais e nenhuma distância é grande demais. Não há limites para o seu amor e, por isso mesmo, não existe pessoa que Ele não possa alcançar.

2. Porque Ele decidiu se fazer um de nós para que pudéssemos nos tornar como Ele.

Ele aboliu todas as barreiras, cercas, todas as tortuosidades, dívidas ou qualquer outra coisa que pudesse nos afastar dele. Ele fez tudo o que podia fazer, desde nascer no pior lugar, a fim de se nivelar aos mais baixos, até morrer a pior morte, para substituir até os piores pecadores, a fim de oferecer seu convite a todos, sem excluir ninguém. Jesus não era um pecador, mas se fez pecado para que nós fossemos salvos por Ele (2 Coríntios 5.21). Agora, Ele só espera a nossa palavra, o nosso sim, para entrar pela porta de nosso coração e viver em nós.

Paulo disse a Tito, seu discípulo:

“Houve tempo em que nós também éramos insensatos e desobedientes, vivíamos enganados e escravizados por toda espécie de paixões e prazeres. Vivíamos na maldade e na inveja, sendo detestáveis e odiando-nos uns aos outros. Mas quando se manifestaram a bondade e o amor pelos homens da parte de Deus, nosso Salvador, não por causa de atos de justiça por nós praticados, mas devido à sua misericórdia, ele nos salvou pelo lavar regenerador e renovador do Espírito Santo, que ele derramou sobre nós generosamente, por meio de Jesus Cristo, nosso Salvador. Ele o fez a fim de que, justificados por sua graça, nos tornemos seus herdeiros, tendo a esperança da vida eterna”. (Tito 3:3-7)

3.  Basta um pedido nosso e Jesus vai fazer de novo o que fez naquela noite.

Ele vai nascer em você. Muitos corações, como as hospedarias naquela noite, continuam fechadas para Jesus. Ele é insistente, e mesmo que seja uma estrebaria simples e precisando de mudanças, ele quer entrar para transformar em um palácio para o Rei do universo.

A melhor hospedaria sem Jesus é um lugar triste e pobre, mas uma simples estrebaria com Jesus é o melhor lugar do mundo. Jesus quer entrar e morar em seu coração!

CONCLUSÃO

Natal é uma declaração bem clara de que todo coração pode ser uma manjedoura, e todo dia pode ser um Natal. Permita que o Natal possa acontecer em qualquer época, pois o milagre de Belém é para ser celebrado o ano todo.

Que presente maravilhoso Deus nos deu! Você já o recebeu? Então, como nunca antes em sua vida, celebre o milagre de Belém com toda alegria e fervor. Não perca a oportunidade de oferecer a Jesus o presente que os anjos lhe deram: dê louvor de presente. Faça isso neste Natal, e faça isso por toda a sua vida. Porque louvor, gratidão e adoração são estilo de vida de quem já conheceu Jesus, e de quem sabe bem quem e como Ele é. Mas acima de tudo, tenha a certeza de o seu coração seja uma manjedoura onde Jesus pode nascer e reinar. Feliz Natal!

Fechar Menu