Série - julho 04, 2022

Sem parar a comunhão • 21 a 26 de março

INTRODUÇÃO

Vamos começar com uma questão muito importante.

Pergunta: Depois do derramamento do Espírito Santo, que tipo de igreja foi levantada por Deus?

A Igreja Primitiva, como a chamamos, foi a coisa mais linda, mais poderosa, mais revolucionária e transformadora que esse mundo já viu. Eles não ficaram só naquela primeira experiência do Dia do Pentecostes. Eles não pararam numa experiência, mas transformaram-se no maior movimento de mudança de vidas, cidades e nações que o mundo já viu. Eles viraram o mundo de cabeça para baixo e alteraram o rumo da história do planeta inteiro.

Tudo porque eles não pararam numa experiência, mas continuaram buscando a presença de Deus até transformarem a experiência, o poder e os dons derramados sobre eles numa igreja viva, em chamas, apaixonada, transformadora e contagiante.

Porque eles não pararam, nós também não podemos parar. Nós vamos avançar, vamos continuar buscando o vento e o fogo até nos tornarmos uma igreja viva, em chamas, contagiante e transformadora. Vamos viver tudo o que Deus tem para a Central! Somos: “Uma igreja em células, que vive o amor de Cristo e transforma o mundo”.

QUEBRA-GELO

Prepare-se para uma brincadeira descontraída, e com uma reflexão interessante:

  1. Peça aos presentes para formarem duplas.
  2. Em seguida, peça para cada dupla dar os braços de maneira que fique bem firme.
  3. Agora peça para cada indivíduo escolher, em pensamento, um objeto que esteja ali no ambiente. Deixe claro que cada um vai pensar em um objeto, mas não pode dizer em voz alta qual o objeto escolhido (exemplos: TV, sofá, porta, cadeira, enfeite, tapete, almofada, caneta, etc.).
  4. Quando você disser “valendo”, todos devem correr decididamente em direção ao objeto escolhido, mas não podem soltar o braço da dupla.
  5. Faça uma segunda rodada, permitindo a cada dupla dialogar a fim de escolherem juntos qual será o objeto.
  6. Promova um momento de reflexão e debate sobre a dinâmica e sobre a diferença entre as duas rodadas.

O PODER DA UNIDADE

Leiam o texto base: Atos 2: 42-47

Eles se dedicavam ao ensino dos apóstolos e à comunhão, ao partir do pão e às orações. Todos estavam cheios de temor, e muitas maravilhas e sinais eram feitos pelos apóstolos. Todos os que criam mantinham-se unidos e tinham tudo em comum. Vendendo suas propriedades e bens, distribuíam a cada um conforme a sua necessidade. Todos os dias, continuavam a reunir-se no pátio do templo. Partiam o pão em suas casas, e juntos participavam das refeições, com alegria e sinceridade de coração, louvando a Deus e tendo a simpatia de todo o povo. E o Senhor lhes acrescentava todos os dias os que iam sendo salvos. Atos 2:42-47

Na Bíblia, relacionamento é tudo! Cristianismo é um relacionamento pessoal com Cristo e ele produz relacionamento uns com os outros. É impossível não observar nos versos lidos que a comunhão e a unidade eram as marcas daquele povo de Deus. A unidade atraiu o avivamento. Unidade é uma exigência de Deus para o genuíno avivamento. Ele não vai derramar seu Espirito em um corpo dividido.

Mas, ao mesmo tempo, vemos que o avivamento impulsionou a unidade. O derramar do Espírito marcou o coração da igreja como a circuncisão marcou o corpo do povo de Israel, e essa marca única dos salvos produz uma unidade poderosa e inegável, apesar das diferenças exteriores. Somos muito diferentes uns dos outros, mas cremos no mesmo salvador e temos o mesmo Espirito habitando em cada um de nós, e isso nos faz um só povo de Deus.

À luz do texto de Atos 2, tendo em vista o poderoso derramar do Espírito em Pentecostes, vamos fazer três considerações fundamentais:

1. Cheios do Espírito Santo, os primeiros cristãos assumiram o compromisso de estudar a Palavra de Deus

Conhecer a Bíblia é mais importante que conhecer seu endereço residencial. É mais importante que saber seu endereço de e-mail. É mais importante que saber seu número de celular. Porque um dia seu endereço vai ficar para trás, seu e-mail um dia vai passar, e seu celular um dia não vai funcionar mais. A Bíblia diz que os céus e a terra passarão, mas que a Palavra de Deus permanecerá para sempre!

Quando você estuda a Palavra de Deus você constrói a sua vida sobre fundação sólida. Então, dedique-se ao estudo da Palavra, conheça a doutrina dos apóstolos. Eles estudavam regularmente a Palavra de Deus. Não esperavam a reunião da célula, a aula do CCM ou a pregação de domingo para estudar a Bíblia, mas faziam isso diariamente.

Por que estudar a Bíblia? Porque a Palavra de Deus é o poder de Deus. E quando você conhece o poder das Escrituras, ela muda a sua vida.

Você não pode enfrentar as várias situações da vida sem conhecimento da Palavra. Tem que se comprometer com o estudo intencional e sério da Bíblia. Ela é a Palavra de Deus, a mensagem de seu criador para você, daquele que é seu Salvador, o Senhor e guia de sua vida. Como viver sem conhecer a palavra Dele?

Pergunta: Quantos versículos da Bíblia você conhece? Se alguém lhe fizer perguntas sobre a Bíblia, você consegue responder? Se alguém, não cristão, puxar assunto perguntando sobre a sua fé, você consegue explicar através da Bíblia a base da sua fé?

Todos os direitos reservados à Igreja Batista Central de Belo Horizonte 1

2. Cheios do Espírito Santo, os primeiros cristãos se dedicaram à comunhão

Observe o que o verso 44 diz:

Todos os que criam mantinham-se unidos e tinham tudo em comum. Atos 2.44

O projeto de Deus de uma igreja viva e relevante só pode se tornar realidade quando as pessoas se unem e concordam quanto ao destino comum. A Bíblia diz em Amós 3.3:

Duas pessoas andarão juntas se não estiverem de acordo?

É impossível andar na mesma direção, se duas pessoas não estão indo na mesma direção. É necessário estar em concordância. Vamos relembrar a dinâmica que fizemos no quebra-gelo de hoje. Repare que quando cada um está focado em um objetivo individual, fica impossível ANDAR JUNTO. Para a caminhada fluir, é indispensável, antes, entrar em acordo. Esse é um poderoso princípio espiritual: há poder onde há concordância e unidade.

Pergunta: Se houvesse concordância e todos dessem atenção a Deus, o que aconteceria na igreja?
Se todos entrássemos em concordância, se esquecêssemos um pouco o que queremos e déssemos a Deus o que Ele deseja, esse lugar de concordância se tornaria um lugar de PODER!

Grandes coisas podem acontecer quando você escolhe lutar pela unidade, quando permite ao Espírito Santo construir o ambiente do Pentecostes, de comunhão, de partir do pão de casa em casa e de manter-se unido aos seus irmãos e irmãs, ao invés de ir na sua direção ou fazer do seu jeito.

Para muita gente, ainda tem que ser sempre do seu jeito. É sempre a sua verdade, o seu conforto, a sua alegria, é sempre o que você gosta de comer e onde você quer ir. É sempre o que você gosta de ter. E para muitos, não importa o que o outros pensam ou o que os outros querem.

Mas Deus está visitando a sua igreja, toda ela. Creio que Deus quer trazer um avivamento muito poderoso nestes últimos dias. Tão poderoso que conseguirá derrubar os muros de divisão entre irmãos, irmãs, gerações, classes sociais, doutrinas secundárias, capaz de quebrantar todo o orgulho dos corações e gerar comunhão e unidade.

3. Cheios do Espírito, os primeiros cristãos partiram o pão em suas casas.

Isso significa que eles davam atenção às ordenanças de Jesus — o batismo e a Ceia do Senhor. Eles se importavam em obedecê-lo e agradá-lo. Eles tomavam a Ceia juntos. Não só comiam juntos, mas deixavam que os outros soubessem sobre a sua fé. Eles lembravam a si mesmos sobre a fé que possuíam e abraçaram.

Ir à igreja não pode ser um ritual. Tem que nascer, tem que ter origem em um relacionamento. O salmista Davi disse:

Alegrei-me com os que me disseram: “Vamos à casa do Senhor!” (Salmo 122.1)

Que alegria compartilhar a Ceia juntos! Que alegria louvarmos a Deus juntos! Que alegria vermos novos convertidos sendo batizados e experimentando a nova vida com Jesus no coração!

Atos 2 diz que eles partiam o pão com alegria, e se reuniam também nos lares, em células de comunhão, edificação e evangelismo. Eles não esperavam apenas pelo domingo para estarem juntos, mas tinham comunhão e amizade sincera como estilo de vida. E isso chamava a atenção e causava grande impacto em Jerusalém.

Nossa igreja tem isso com um dos seus valores mais importante: estarmos juntos, servirmos juntos e nos edificarmos juntos, no prédio e de casa em casa.

A Bíblia diz que eles partiam o pão de casa em casa. E isso quer dizer que o que eles viviam não era mera religião, era comunhão, era relacionamento com Deus e uns com os outros. A igreja não foi chamada para estar num prédio, mas para sair deste prédio e ser luz nos lugares mais escuros desse mundo.

Pergunta: O que acontecerá se cada pessoa da nossa célula tiver uma fé viva, em comunhão genuína com Deus e com a Igreja, compreendendo que também é chamado por Deus para testemunhar?

CONCLUSÃO

Para curar a igreja, o antidoto de Deus é o Pentecostes, é o avivamento. No dia de Pentecostes, a igreja foi inaugurada. O Espirito Santo foi derramado e uniu a igreja. Ele veio para batizar os crentes em um corpo e constituí-los lugar da habitação de Deus.

Você está pronto para ser essa igreja? Você já foi aceso pelo fogo, e já recebeu o sopro de Deus? Porque é para isso que Deus nos chamou, para sermos esse tipo de igreja! Viva, Unida, Impactante.