Série - dezembro 09, 2022

Repartindo o tesouro • 24 a 29 de outubro

Repartindo o tesouro Célula 24 a 29 de outubro

INTRODUÇÃO

Nas últimas semanas estudamos uma série incrível chamada “A Chave do Tesouro”! Em nossas células e nos cultos de todas as nossas unidades, aprendemos muito sobre o temor do Senhor que é a chave para abrir promessas poderosas de Deus na vida dos que o temem. Se você perdeu alguma dessas mensagens, corra e assista pelo canal Central Online no YouTube.

Hoje vamos abordar um desdobramento importantíssimo sobre o tesouro de Deus. Sabemos que as promessas riquíssimas e infinitas do Senhor estão disponíveis a partir do temor. Sabemos também que o temor aumenta, quanto mais as pessoas conhecem a Deus e sabemos que a fé vem pelo ouvir a palavra:

Como diz a Escritura: “Todo o que nele confia jamais será envergonhado”. Não há diferença entre judeus e gentios, pois o mesmo Senhor é Senhor de todos e abençoa ricamente todos os que o invocam, porque “todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo”. Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? E como crerão naquele de quem não ouviram falar? E como ouvirão, se não houver quem pregue? Consequentemente, a fé vem por ouvir a mensagem, e a mensagem é ouvida mediante a palavra de Cristo. Romanos 10: 11-14, 17

Logo, uma pessoa que conhece o tesouro de Deus, e sabe que ele contém as mais maravilhosas promessas dessa vida e da vida eterna, vai querer compartilhar com todos à sua volta essa notícia incrível. A chave do tesouro de Deus deve ser compartilhada! Esse é um sinal de quem entendeu a preciosidade desse tesouro e entendeu que a chave se espalha pela pregação da palavra de Deus.

Pergunta e oração: Você conhece pessoas ou grupos
de pessoas que precisam conhecer o temor do Senhor? Listem pessoas que não temem a Deus, tanto pessoas próximas a vocês, quanto grupos da população que vocês não conhecem pessoalmente (criminosos, artistas, políticos, etc.). Separem um tempo para orar, a fim de que essas pessoas conheçam o temor do Senhor.

CHAMADOS PARA COMPARTILHAR

Quando alguém conhece a Deus e tem sua vida transformada por meio de Cristo, junto com redenção e salvação, ela recebe também o comissionamento. Ou seja, uma pessoa salva em Jesus é também chamada por Deus para anunciar a palavra às pessoas e comissionada a fazer discípulos.

Essa experiência de envio por parte de Deus deveria ser vista por todos nós, com clareza, alegria e disponibilidade, mas não tem sido assim. Muitos resistem ao seu chamado e querem viver seu cristianismo de forma egoísta e

isolada. Um cristianismo voltado para si, por definição, não é cristianismo.

A vida de Jonas nos ensina muitas lições sobre a relação entre o desvio da missão e o desvio da presença de Deus. Precisamos aprender a andar na presença de Deus (no Espírito) e cumprir o propósito dEle.

Pergunta: Deus já te pediu para compartilhar a palavra com alguém? Deus já te pediu para orar por alguém? Como foi sua reação?

ANDANDO NA PRESENÇA DE DEUS

Aprendemos que o temor do Senhor é a chave para um tesouro maravilhoso: a intimidade com Deus! Quando caminhamos em intimidade com Deus, Ele nos conta segredos e nos compartilha propósitos. Andar com Deus é uma aventura por meio da qual conhecemos o coração de Deus e agimos junto com Ele para transformar o mundo.

A Bíblia afirma que Jonas estava na presença de Deus. Ele ouviu o Senhor compartilhar algo grande que estava em seu coração: estava se aproximando um tempo de juízo sobre uma cidade forte e importante.

A palavra do Senhor veio a Jonas, filho de Amitai com esta ordem: “Vá depressa à grande cidade de Nínive e pregue contra ela, porque a sua maldade subiu até à minha presença”. Mas Jonas fugiu da presença do Senhor, dirigindo-se para Társis. Desceu à cidade de Jope, onde encontrou um navio que se destinava àquele porto. Depois de pagar a passagem, embarcou para Társis, para fugir do Senhor. Jonas 1:1-3

Quando andamos na presença de Deus, somos direcionados de maneiras específicas por sua palavra. Nosso relacionamento com Deus e nosso conhecimento das escrituras não são teóricos, mas aplicados à vida real e cotidiana.

Quando andamos na presença de Deus o Senhor fala conosco. Ele nos mostra situações da nossa própria vida, nos dá direções, desafios, correções e conselhos. Deus tem o melhor para nós e para as pessoas à nossa volta. E quando Deus encontra alguém verdadeiramente em sua presença, Ele vai usar essa pessoa para cumprir sua vontade na terra.

O que Jesus orou: “Venha o teu Reino; seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu.” (Mateus 6:10), muitas vezes a vontade de Deus na terra é feita por meio de alguém que anda em sua presença e tem o coração disponível.

Pergunta: Você tem andado na presença de Deus? O que Deus tem compartilhado com você sobre a vontade dele e sua vida e na vida das pessoas à sua volta?

IDENTIDADE E PROPÓSITO

Andar com Deus muda a nossa identidade e propósito! Quanto mais conhecemos a Cristo, mais somos transformados à imagem de Deus e mais dons do Espírito desenvolvemos. É um processo de transformação tão forte que muda a visão que temos de nós mesmos e muda nosso foco e nosso projeto de vida.

Jonas foi um profeta em Israel depois de Eliseu, no século 8 antes de Cristo. Ele profetizou a restauração das fronteiras de Israel e sua profecia se cumpriu no reinado de Jeroboão II (2 Reis 14: 25). O nome JONAS significa “pomba”, e seu nome revela o grande propósito de Deus para a vida dele: enviar uma mensagem de Deus para um grupo de pessoas, a cidade de Nínive.

Jonas era um profeta com um chamado missionário. Você talvez seja um profissional liberal, um professor, uma dona de casa, um estudante, um motorista, etc. Não importa sua ocupação, se você é discípulo de Jesus, você é um missionário no local onde ele te colocou e ele tem propósitos para cumprir onde você está; isto é parte do nosso DNA e vocação cristã.

Da mesma forma que Jonas, toda vez que ouvia seu nome, se lembrava que ele carregava uma mensagem que precisava levar às pessoas, sua nova identidade em Cristo, deve revelar os propósitos do Senhor para a sua vida. Pense em sua história de vida, nas lutas que enfrentou, nos grupos de pessoa que você está inserido, nos dons que Deus te deu, etc. Ande na presença de Deus, mergulhe em sua palavra e deixe Deus te revelar sua identidade e seu propósito!

Pergunta: Andando na presença de Deus, o que você já descobriu sobre sua identidade e sobre seu propósito de vida? Quais dons Deus te deu? Deus te deu um nome ou um chamado específico?

FUGINDO DA PRESENÇA DE DEUS

Jonas estava na presença de Deus e ali recebeu uma palavra da parte do Senhor e uma missão. Deus nos separa, como fez com Jonas, para estarmos disponíveis para amá-lo e servirmos ao próximo. Deus compartilha a sua missão conosco e devemos enxergar isso como um privilégio e não como um peso.

Deus é o nosso Senhor, e Ele sempre diz: “Levanta-te, dispoê-te”. Ele não diz: “Avalie, pense, questione, faça o que bem entender”. A única forma de não receber uma missão de Deus é estando longe dele. Quem está perto de Deus será também comissionado por Ele.

Jonas fugiu da missão e consequentemente fugiu da presença de Deus. A Bíblia afirma que Jonas foi para a direção oposta, a mais distante possível, da tarefa divina, ele foi para Tarsis (atual Espanha). Quando Jonas foi para um local diferente daquele que Deus tinha mandado, ele saiu da presença de Deus.

Pergunta: Quais áreas da sua vida você precisa se dispor ao Espírito, a fim de estar mais livre para Deus e para a sua obra?

Às vezes a nossa tendência de fugir da missão é porque queremos ficar em uma zona de conforto ou porque temos uma visão individualista do evangelho, focando no que vamos receber de Deus. Muitas vezes não desejamos ter mais compromisso com o Espírito Santo, nem no sentido de nos santificar, nem de desenvolver dons espirituais.

É lamentável e triste ver cristãos fugindo da presença de Deus e do comprometimento com a Sua missão. Precisamos saber que quando fugimos da missão, saímos também da presença de Deus e colhemos consequências. Veja algumas consequências que Jonas enfrentou ao se desviar da presença e da missão:

• Descida: a vida de Jonas entrou em uma rota descendente. O nível espiritual de alguém que foge da missão de Deus é só ladeira abaixo. É impossível continuar crescendo espiritualmente quando desobedecemos a Deus. Quando fugimos da missão e da presença de Deus, ficamos estagnados e depois começamos a cair espiritualmente.

Desceu à cidade de Jope, onde encontrou um navio que se destinava àquele porto.

Jonas 1:3

• Desperdício: Jonas desperdiçou recursos ao fugir da missão. Ele gastou dinheiro com uma passagem que nunca usufruiu, pois nunca chegou a Tarsis. Quando estamos fugindo da presença de Deus é comum gastar tempo e dinheiro com projetos e bens que não vamos usufruir, pois não fazem parte do propósito de Deus para a nossa vida.

Depois de pagar a passagem, embarcou para Társis, para fugir do Senhor.

Jonas 1:3

• Tempestade: Deus enviou uma grande tempestade e Jonas entrou em um momento de grande tribulação. Essa tempestade atingiu Jonas e todos que estavam à sua volta. O objetivo daquela tempestade era levar Jonas a corrigir a rota. Muitas tempestades que enfrentamos e submetemos as pessoas que amamos ocorrem porque estamos desobedecendo a Deus.

O Senhor, porém, fez soprar um forte vento sobre o mar, e caiu uma tempestade tão violenta que o barco ameaçava arrebentar-se.

Jonas 1:4

• Apatia: O caos se instaurou ao redor, todos estavam desesperados, enquanto Jonas dormia. Ele demonstrou grande apatia diante da vida e do que Deus estava fazendo ao seu redor. Muitas pessoas ficam indiferentes e dormindo espiritualmente para não reconhecer as causas da tribulação e para não assumir a responsabilidade por fugir da missão. Quem foge de Deus se torna egoísta, sem forças para mudar e faz os outros sofrerem por sua desobediência.

Enquanto isso, Jonas, que tinha descido para o porão e se deitado, dormia profundamente. O capitão dirigiu-se a ele e disse: “Como você pode ficar aí dormindo? Levante-se e clame ao seu deus! Talvez ele tenha piedade de nós e não morramos”.

Jonas 1:5,6

•Irresponsabilidade: Jonas foi irresponsável ao colocar em risco a vida de todos naquele navio. As consequências poderiam ser devastadoras e, pra piorar, Jonas sabia que tudo aquilo estava acontecendo por causa dele. Quando estamos fugindo da presença e da missão de Deus, percebemos a consequência das nossas escolhas e enquanto não mudarmos de rota, somos responsáveis pelo que está acontecendo com a nossa vida e com a vida das pessoas à nossa volta.

Então os marinheiros combinaram entre si: “Vamos tirar sortes para descobrir quem é o responsável por esta desgraça que se abateu sobre nós”. Tiraram sortes, e a sorte caiu sobre Jonas. Com isso eles ficaram apavorados e perguntaram: “O que foi que você fez? “, pois sabiam que Jonas estava fugindo do Senhor, porque ele já lhes tinha dito.

Jonas 1: 7 e 10

CONCLUSÃO

Concluímos que existe uma relação estreita entre estar na presença de Deus e realizar a sua missão. Desviar-se da presença ou da missão traz consequências negativas para a sua vida e das pessoas ao seu redor. Além disso, quando fugimos de Deus perdemos nossa identidade e propósito:

Por isso lhe perguntaram: “Diga-nos, quem é o responsável por esta calamidade? Qual é a sua profissão? De onde você vem? Qual é a sua terra? A que povo você pertence?” Ele respondeu: “Eu sou hebreu, adorador do Senhor, o Deus dos céus, que fez o mar e a terra”.

Jonas 1: 8, 9

Jonas era hebreu, mas estava fugindo para outro país. Era adorador do Senhor, mas não estava adorando. Era profeta e missionário, mas não estava cumprindo sua missão. Seu Deus, criador de tudo, estava voltando o mar e o céu contra Jonas.

Quando fugimos de Deus tentamos nos envolver com novos projetos e novos lugares, mas só conseguimos de fato nos encontrar quando estamos no centro da vontade de Deus. Precisamos reconhecer nosso chamado, reconhecer a missão de Deus para a nossa vida e reconhecer o ponto onde nos desviamos da rota proposta.

Desafio: Promova um momento de reflexão, oração e arrependimento!

AVISOS

Conferência de Mulheres Permanecer – 04 e 05/11

Uma experiência de comunhão com Deus e entre mulheres que vai marcar a sua vida.

Preletores: Ana Claudia, Paulo Mazoni, Ariane, Val Gonçalves, Cassiane e Mônica Figueira.

2° lote de ingresso a partir de 24/10.

Doação de roupas

Estamos arrecadando itens usados (em bom estado) ou novos para abençoar pessoas em situação de vulnerabilidade. No momento, precisamos de roupas masculinas, femininas, infantis e de bebês, calçados e brinquedos. Entregue a sua doação em todas as unidades da Central.

Culto da Família em todas as unidades da Central

Uma família movida pelo Espírito Santo pode transformar destinos. E o maior legado que você pode deixar para as pessoas é o Evangelho.

Dia 06/11, em todas unidades da Central. E, na Central Luxemburgo, receberemos o Pr. Josué Gonçalves!

Imersão com Deus l 19 e 20 de novembro

Um final de semana especial onde você poderá experimentar a presença de Deus de forma única. Ao final do retiro, acontecerá o batismo. Inscrições abertas até 16/11, no site da Central.