Série - junho 25, 2022

Pentecostes • 06 a 11 de dezembro

INTRODUÇÃO

2020 está sendo o ano da ativação na Central. 2021 será o ano do avivamento! São palavras e direções proféticas que Deus tem dado à equipe pastoral da nossa igreja e como é importante você se alinhar ao mover de Deus em sua comunidade local. Creia, confie, busque e mergulhe conosco!

Nessa série de estudos sobre AVIVAMENTO PESSOAL, estamos ajudando você a perceber o ambiente espiritual à sua volta e te convocando a responder com a sua vida. Deus tem chamado a nossa igreja e nos dado experiências incríveis. Sabemos que no próximo ano vamos experimentar ainda mais da presença e do poder de Deus.

A questão é: as pessoas à sua volta podem mergulhar e viver o extraordinário, mas isso não quer dizer que você viverá também. Antes de surfar o avivamento coletivo, Deus quer despertar o seu coração, a sua vida, se revelando a você e te levando a novas experiências com Ele.

Pergunta: Você está ativado? Você está mergulhando no mover de Deus ou pretende ficar só assistindo as experiências das outras pessoas?

QUEBRA-GELO

O Pentecostes foi o maior avivamento que já existiu, o primeiro derramar do Espírito Santo sobre uma comunidade e uma fase da Igreja que mudou a história da humanidade. Vamos conversar um pouco sobre o Pentecostes, a partir das perguntas propostas:

  • O que significa Pentecostes? E quando ele aconteceu?
  • O que você sabe sobre o Pentecostes? Conversem sobre informações e curiosidades que os presentes saibam.
  • Quem estava no Pentecostes e o que aconteceu com estas pessoas?

SIGNIFICADO E CONTEXTO

Pentecostes significa “quinquagésimo” em grego. Cerca de três séculos antes da vinda de Jesus, o festival judaico da colheita (Shavuot – nome hebraico), passou a ser conhecido como Pentecostes (nome grego), justamente porque essa celebração acontecia cinquenta dias após a Páscoa.

Essa data tornou-se uma das celebrações mais importantes do calendário cristão, pois comemora a descida do Espírito Santo sobre os apóstolos e discípulos de Jesus Cristo. O Pentecostes é celebrado 50 dias depois do domingo de Páscoa, e ocorre dez dias depois da ascensão de Jesus.

Após sua ressurreição, Jesus esteve por quarenta dias dando os últimos ensinamentos a seus discípulos, realizando várias aparições diante deles:

Pois o que primeiramente lhes transmiti foi o que recebi: que Cristo morreu pelos nossos pecados, segundo as Escrituras, foi sepultado e ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras, e apareceu a Pedro e depois aos Doze. Depois disso apareceu a mais de quinhentos irmãos de uma só vez, a maioria dos quais ainda vive, embora alguns já tenham adormecido. Depois apareceu a Tiago e, então, a todos os apóstolos; depois destes apareceu também a mim, como a um que nasceu fora de tempo. 1 Coríntios 15:3-8

Após quarenta dias com sucessivas aparições de Jesus, ele enfim se despediu dos seus discípulos e foi elevado aos céus diante dos olhos deles. Nessa ocasião Jesus os mandou permanecer em Jerusalém. Aqueles que obedeceram, dez dias depois receberam o Espírito Santo no dia da festa de Pentecostes.

Depois do seu sofrimento, Jesus apresentou-se a eles e deu-lhes muitas provas indiscutíveis de que estava vivo. Apareceu-lhes por um período de quarenta dias falando-lhes acerca do Reino de Deus. Certa ocasião, enquanto comia com eles, deu-lhes esta ordem: “Não saiam de Jerusalém, mas esperem pela promessa de meu Pai, da qual lhes falei. Pois João batizou com água, mas dentro de poucos dias vocês serão batizados com o Espírito Santo”. Mas receberão poder quando o Espírito Santo descer sobre vocês, e serão minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria, e até os confins da terra”. Tendo dito isso, foi elevado às alturas enquanto eles olhavam, e uma nuvem o encobriu da vista deles. Atos 1:3-5,8,9

Veja a linha do tempo abaixo e entenda melhor em que contexto se deu o Pentecostes:

Páscoa 40 dias Ascensão de Jesus 10 dias Pentecostes
Durante a celebração da Páscoa Judaica, ocorre a morte e ressurreição de Jesus Tempo em que Jesus realizou várias aparições Jesus orientou seus discípulos a permanecerem em Jerusalém e foi elevado aos céus à vista deles Grupo de discípulos aguarda em Jerusalém, aguardando o cumprimento da promessa Durante a celebração do Pentecostes judaico, ocorre a descida do Espírito Santo sobre os discípulos

 

PRINCÍPIOS PARA NÓS HOJE

O Pentecostes marca o nascimento da Igreja, o momento em que os discípulos de Jesus foram revestidos do poder de Deus, capacitados para serem testemunhas e ministros do evangelho.

Chegando o dia de Pentecoste, estavam todos reunidos num só lugar. De repente veio do céu um som, como de um vento muito forte, e encheu toda a casa na qual estavam assentados. E viram o que parecia línguas de fogo, que se separaram e pousaram sobre cada um deles. Todos ficaram cheios do Espírito Santo e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito os capacitava. Atos 2:1-4

Podemos compreender porque Deus fez as coisas da forma que fez e extrair princípios poderosos para nós hoje:

  1. Confiança

Os discípulos de Jesus estavam vivendo dias difíceis. Seu mestre não estava mais fisicamente com eles. Estavam sofrendo forte oposição e perseguição, de forma que muitos queriam seguir Jesus secretamente ou até mesmo fugir para outros lugares. A maioria estava com medo e o normal seria sair de Jerusalém, local onde Jesus acabara de ser crucificado.

Em sua caminhada cristã hoje, certamente você é chamado a andar na contramão do mundo. Se você é um discípulo autêntico de Jesus, provavelmente está sofrendo crítica e oposição. Talvez o mais cômodo para você seja cuidar da própria vida, fugir nas coisas terrenas e deixar seu avivamento pessoal de lado. O normal em nossos dias é ser apenas um cristão nominal, viver uma religião e não um relacionamento genuíno e intenso com Deus.

Jesus te manda ir na contramão do que a sua natureza terrena deseja. Te manda se unir com a sua comunidade local. Te manda aguardar a ação dele e não querer resolver as coisas na sua força. Te manda confiar nele e obedecer. Confiar em Jesus e em sua palavra é o primeiro passo.

Pergunta: Você tem ouvido a voz de Jesus e obedecido as suas palavras? Você tem confiado em Jesus ou em você mesmo?

  1. Unidos em expectativa

Havia uma promessa de que Jesus enviaria outro Conselheiro (João 14:15-17 e João 16:7-15), o Espírito da verdade que viria da parte de Deus, a fim de fazer morada nos seus discípulos. Eles tinham acabado de testemunhar a ressurreição e ascensão de Jesus e estavam cheios de expectativa pelo que o Senhor faria em seguida. Eles se reuniam no cenáculo para orar e se consagrar a Deus. Estavam unidos e buscavam a Deus crendo que algo novo aconteceria.

Essa postura de unidade, busca e expectativa agrada o coração de Deus, afinal: “Sem fé é impossível agradar a Deus, pois quem dele se aproxima precisa crer que ele existe e que recompensa aqueles que o buscam.” Hebreus 11:6

Pergunta: Você tem expectativa pela presença de Deus? Você tem se reunido com outros irmãos para buscar o derramar do Espírito Santo?

  1. Aptos pra receber o Espírito Santo

O que aquelas pessoas tinham feito para merecer o Espírito Santo? Nada! O único requisito para receber o Espírito de Deus é nascer de novo. Jesus afirma: Se eu não for, o Conselheiro não virá para vocês; mas se eu for, eu o enviarei. João 16:7. Quem crê em Jesus e é nascido de novo pela fé, foi santificado e perdoado. Para receber o Espírito Santo cada um precisa receber de graça o perdão e a adoção como filho de Deus.

O povo de Deus no Antigo Testamento não tinha o Espírito Santo, nem os discípulos de Jesus puderam recebê-lo antes de Jesus voltar para o Pai. A morte e ressurreição de Jesus foram cruciais para liberar o Espírito Santo para habitar nos crentes. Uma pessoa pecadora não pode ser morada de um Deus santo. Mas esse Deus santo se fez homem e carregou os pecados da humanidade, para que a gente pudesse se tornar morada de Deus.

Pergunta: Jesus é o Senhor da sua vida? Você crê em Cristo e recebeu de graça o perdão dos seus pecados?

CONCLUSÃO

Se você confia em Cristo, tem buscado a presença de Deus com expectativa e em unidade com a sua igreja local, você já deu o primeiro passo. Desejá-lo e buscá-lo com expectativa atrai a presença de Deus como um imã. Entretanto, Deus é o Senhor da relação e nos visita como quer e quando quer. É maravilhoso quando ocorre o DE REPENTE de Deus e quando Ele distribui os seus dons como quer.

Deus não nos visita para satisfazer necessidades da nossa carne e do nosso ego. Deus não nos visita atoa, mas o derramar do Espírito Santo ocorre para glorificar a Cristo e para ativar os dons e testemunho da Igreja.

Está chegando um tempo de derramento do Espírito Santo sobre a Central! Cremos em Deus e em suas promessas para nós. A grande questão é: Você está unido conosco nessa busca?

IMERSÃO COM DEUS

Imagino que você tenha sido despertado para buscar mais a presença de Deus. Está chegando uma oportunidade imperdível!

Em janeiro e fevereiro teremos quatro edições de um retiro onde você viverá uma verdadeira IMERSÃO COM DEUS! Será um final de semana para mudar a história de todos aqueles que nunca tiveram uma experiência marcante com o Espírito Santo. Converse com a sua célula e trabalhe para inscrever todos que precisam de um passo definitivo em sua caminhada cristã.

  • Público-alvo: novos convertidos e pessoas em processo de conversão que precisam de um Encontro com Deus
  • Datas: 22 e 23/01, 29 e 30/01, 12 e 13/02, 19 e 20/02, na Sede Campestre da Central