Série - maio 30, 2024

O que é ser um discípulo de Jesus? • 17 a 22 de abril

 INTRODUÇÃO

Existe uma máxima que rege a cultura em que estamos inseridos. Essa máxima é: “Siga o seu coração!”

 

A todo tempo somos ensinados que devemos buscar a felicidade, realizar os desejos do nosso coração e que não devemos aceitar nada que o contrarie. O problema é que essa influência que a cultura atual exerce sobre nós vai na direção oposta daquilo que a Bíblia ensina:

 

“Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e desesperadamente corrupto. Quem poderá entendê-lo?” Jeremias 17:9 (NAA)

 

O nosso coração é um péssimo senhor, pois é dominado por orgulho, pecado e mau desejo. Hoje estamos aqui para falar sobre o que é ser um verdadeiro discípulo de Jesus. Não tenha dúvida que é preciso acontecer uma troca clara no trono do nosso coração.

Alguém governado por suas próprias vontades, continua no trono. Só podemos afirmar que encontramos um discípulo de Cristo quando percebemos Jesus governando sua mente e suas decisões.

 

Pergunta: Você tem coragem de orar sinceramente pedindo a Deus para te revelar quem é o verdadeiro senhor do seu coração?

 

Lição inspirada na pregação A IDENTIDADE DO DISCÍPULO | Douglas Gonçalves. Assista a mensagem completa em: https://www.youtube.com/watch?v=eUYBpTpd6eY&t=2056s

 

QUEBRA-GELO

Peça para cada pessoa da sua célula imaginar que acabou de encontrar uma lâmpada mágica. Ao esfregar a lâmpada o gênio te pergunta:

  • Me diga quais são os seus três desejos? (peça para as pessoas compartilharem as respostas).

 

DISCÍPULO É AQUELE QUE SEGUE O MESTRE

Jesus, logo que começou seu ministério, chamou os primeiros discípulos. Aqui vemos claramente a principal habilidade que um discípulo de Jesus precisa ter:

 

Caminhando junto ao mar da Galileia, Jesus viu dois irmãos, Simão, chamado Pedro, e André. Eles lançavam as redes ao mar, porque eram pescadores. Jesus lhes disse: — Venham comigo, e eu os farei pescadores de gente. Então eles deixaram imediatamente as redes e o seguiram. Pouco mais adiante, Jesus viu outros dois irmãos, Tiago, filho de Zebedeu, e João, o irmão dele. Eles estavam no barco em companhia de seu pai, consertando as redes; e Jesus os chamou. Então eles, no mesmo instante, deixaram o barco e seu pai e seguiram Jesus. Mateus 4:18-22

 

Pergunta: Conforme o texto bíblico, qual é a habilidade necessária para ser um discípulo de Jesus?

Fica claro no chamado dos primeiros discípulos qual é a única habilidade requerida por Jesus para eles: a habilidade de seguir a Cristo. Nem todo mundo dá conta de seguir. Seguir requer humildade porque não é você que determina mais o destino ou o ritmo da jornada. Seguir requer confiança porque exige entrega.

Quem está seguindo geralmente não sabe o caminho. Sua única missão é ficar atento a quem está na frente. Não perder o guia de vista, deixando para trás tudo o que atrapalha e mantendo os olhos fixos naquele que sabe o caminho (Hebreus 12:1,2). Ir aonde ele vai e fazer o que ele faz. Essa é habilidade principal do discípulo: seguir o mestre.

Os discípulos deixaram uma pesca maravilhosa (dois barcos cheios de peixes, o que equivalia a muito dinheiro) para trás. Eles deixaram suas famílias para trás. Deixaram sonhos, controle e convicções pessoais para trás. Porque, a partir de agora, como discípulos de Jesus, não eram mais eles que definiam os rumos das próprias vidas.

Pergunta: Você está seguindo Jesus? É ele quem determina de maneira clara a sua caminhada?

 

DISCÍPULO É AQUELE QUE NEGA A SUA VONTADE

Muitos começam a seguir Jesus, mas poucos continuam na caminhada até o fim. A maioria fica pelo caminho, porque seguir a Jesus é confrontador e transformador. Só consegue acompanhar Jesus quem nega a sua vontade:

 

Então Jesus disse aos seus discípulos: “Se alguém quiser acompanhar-me, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me. Pois quem quiser salvar a sua vida, a perderá, mas quem perder a vida por minha causa, a encontrará. Pois, que adiantará ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? Ou, o que o homem poderá dar em troca de sua alma? Mateus 16:24-26

 

 

Pergunta: Um verdadeiro discípulo de Jesus deve carregar sua própria cruz. O que Jesus quer dizer com essa afirmação?

Cruz é um instrumento de morte. O que um discípulo de Jesus precisa matar? Ele deve crucificar seu ego e a sua vontade, negando a si mesmo, pois a partir de agora o que vale é a vontade do seu Senhor. O discípulo segue os passos do mestre e foi exatamente isso que Jesus fez, negando sua vontade para agradar o Pai:

 

Pois desci do céu, não para fazer a minha vontade, mas para fazer a vontade daquele que me enviou. João 6:38

 

Indo um pouco mais adiante, prostrou-se com o rosto em terra e orou: “Meu Pai, se for possível, afasta de mim este cálice; contudo, não seja como eu quero, mas sim como tu queres”. Mateus 26:39

 

 

Só consegue negar a própria vontade, alguém que entende que a vontade de Deus é melhor. Jesus está afirmando que uma pessoa que fica tentando achar a própria vida, acabará morta, frustrada e perdida. Enquanto alguém que nega o seu coração e passa a ser guiado pela vontade de Deus, esse sim encontrará seu verdadeiro sentido e propósito.

Essa é a loucura do evangelho. Deixar de lado a sabedoria, o controle e a lógica humanas, a fim de confiar no poder e sabedoria de Deus (1 Coríntios 1). Renovar a mente a fim de caminhar na boa, agradável e perfeita vontade de Deus (Romanos 12:1,2).

Um discípulo é humilde o suficiente para reconhecer que seu coração é enganoso, que Deus sabe o que é melhor e está disposto a deixar suas vontades de lado para agradar ao seu Senhor. Quando Jesus é o Senhor de um coração, aí podemos afirmar que é também o seu salvador. Entretanto, não podemos afirmar o oposto, pois como Jesus será salvador de quem não é senhor?

Pergunta: Você confia que a vontade de Deus é melhor do que a sua? Que áreas você precisa crucificar a fim de deixar Jesus ser completamente seu Senhor?

 

DISCÍPULO É AQUELE QUE TROCA DE JUGO

Você já deve ter ouvido várias vezes falar sobre o jugo suave de Jesus. Mas será que entende o que isto quer dizer?

 

Venham a mim todos vocês que estão cansados e sobrecarregados, e eu os aliviarei. Tomem sobre vocês o meu jugo e aprendam de mim, porque sou manso e humilde de coração; e vocês acharão descanso para a sua alma. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve. Mateus 11:28-30

 

Jesus está nos fazendo dois convites. Cada convite vem acompanhado de uma promessa. A maioria das pessoas fica no primeiro convite e consequentemente na primeira promessa.

 

  1. Convite: ir até Jesus. Promessa: alívio.

A maioria das pessoas vem a Cristo para requerer socorro em meio a crises. Problemas, sofrimento e necessidades atraem muitas pessoas que se aproximam de Jesus precisando de alívio. Jesus tem o maior carinho e atenção em nos ajudar. Ele mesmo quem está convidando para este primeiro nível. Ele quer nos dar alívio das nossas dores e quer nos presentear com cura, provisão e socorro. Entretanto, há um segundo nível.

 

  1. Convite: tomar o jugo de Jesus. Promessa: descanso.

O jugo é uma peça usada no pescoço de animais para dividir o peso de uma carga, geralmente puxando uma carroça. A maioria dos cristãos quer continuar puxando sua carroça original e espera que Jesus entre no seu jugo, a fim de te ajudar a carregar seus pesos. Mas não é assim que funciona. Os pesos que carregamos tem a ver com escolhas erradas que fazemos, motivadas pelo nosso coração enganoso. O convite de Jesus envolve abandonar nosso jugo e entrar no jugo dele, deixando tudo para trás. Quando fazemos isso, encontramos o jugo leve, pois ele é quem carrega. Quando entramos no jugo de Jesus, não somos mais guiados pela nossa vontade, pois agora ele é o nosso guia. O mais interessante é que entrando no jugo de Jesus ganhamos uma enorme proximidade com ele, já que passamos a andar ombro a ombro com o Senhor. Nossa alma, só assim encontrará descanso, pois debaixo do jugo de Jesus não precisamos mais andar preocupados com nada, nem mesmo com a eternidade.

 

Pergunta: Você encontrou em Cristo alívio para os seus problemas? Você já foi para o segundo nível, deixando sua carroça para trás e entrando no jugo de Jesus?

 

CONCLUSÃO

Para fechar nosso encontro de hoje, faremos um momento profético de consagração e entrega. Para isso, você vai precisar entregar para cada pessoa presente na célula um pedaço de papel em branco e uma caneta.

Geralmente chegamos até Jesus com nossa lista de desejos. Nos aproximamos dele como se fosse um gênio da lâmpada e sua missão fosse nos dar o que pedimos. Entretanto, naturalmente, nossos desejos nascem em um coração corrupto e a pior coisa seria se Deus fosse esse gênio que nos atende.

Deus é o Senhor. Sua sabedoria e conhecimento extrapolam nosso entendimento. Ele sabe muito melhor do que nós o certo e o errado; sabe o que precisamos, muito acima do que queremos. Um discípulo de Jesus entende que ele não é um gênio da lâmpada. Um discípulo de Jesus entende que a vontade do mestre é muito melhor do que a sua própria.

No encontro de hoje, Jesus está chamando discípulos. E aqueles que querem ser discípulos verdadeiros de Jesus, são chamados a fazer agora um ato profético. Ao invés de fazer uma lista de desejos e pedir para Deus assinar em baixo, hoje faremos o contrário:

  • Pegue essa folha em branco e escreva no título: MINHA VIDA. Depois, na parte de baixo, coloque a data e assine. Agora ore entregando sua vida como uma folha em branco para Deus escrever a sua história do jeito que ele quiser.

 

FAZENDO DISCÍPULOS

Ser discípulo de Jesus é a melhor coisa na vida de uma pessoa. Para que cada vez mais pessoas tenham a oportunidade de entregar seus corações a Deus, faremos no mês de maio mais uma edição do Dia do Amigo.

Todas as células da Central orando, convidando e recebendo pessoas na mesma semana. Alguns dos seus convidados, que não puderam ir ao Dia do Amigo de abril, com certeza estarão com você nessa nova data. Aquelas pessoas que você não teve tempo hábil de convidar, agora poderão ser abordadas corretamente.

Será uma semana incrível de muitas experiências com Deus e um tempo de salvação. Envolva toda a sua célula na preparação, conforme calendário abaixo:

 

CRONOGRAMA DE PREPARAÇÃO PARA O DIA DO AMIGO
Primeira semana:

17 a 22 de abril

Fazer lista do Oikos – pessoas que fazem parte de nosso círculo de convivência: amigos, família, vizinhos, colegas de trabalho ou escola, prestadores de serviço, etc. Separar um tempo na reunião da célula para orar pelos convidados. Desafiar todos a anotarem em um papel preparado por você o nome de pelo menos 3 pessoas e combinar com a célula de orar e jejuar por essas pessoas nas próximas semanas.
Segunda semana:

24 a 29 de abril

Distribuir as tarefas entre os participantes: convite, decoração, lanche, louvor, dinâmica, testemunho, palavra, lembrancinha, consolidação.

Desafiar a célula a continuar orando e jejuando pelas 3 pessoas o papelzinho. Nessa semana, enviar o convite para essas pessoas participarem do Dia do Amigo.

Terceira semana:

01 a 06 de maio

Acertar os últimos detalhes para o Dia do amigo. Orar pelos preparativos, pelos convidados e pela presença de Deus.
DIA DO AMIGO

08 a 13 de maio

Realizar o evento do Dia do Amigo. Receber com alegria os convidados, Preparar com carinho e excelência cada detalhe, envolvendo toda a sua célula na organização. Anotar no célula.in os dados dos visitantes e registrar no sistema as decisões por Jesus.