Série - dezembro 09, 2022

Não deixe para amanhã o que você deve fazer hoje • 21 a 26 de novembro

CÉLULA: 21 a 26 de novembro

INTRODUÇÃO

No mês de novembro, estamos trabalhando em nossas células um tema tão relevante para todos nós. Estamos falando sobre nosso lar, sobre nossa família. São mensagens riquíssimas, por meio das quais Deus planeja promover uma transformação dentro da sua casa.

Não importa o que você tem vivido em casa, não importa os traumas e desafios que você tem enfrentado. Deus quer operar um milagre em sua vida e revolucionar a sua família. Se sua família está estável e indo bem, o Senhor quer levar você a um outro nível.

Nossa conversa de hoje é baseada na palavra que o Pr Josué Gonçalves ministrou na Central no início do mês. Separe um tempo para assistir às ministrações e deixe Deus trabalhar em você primeiro.

SEGREDOS DE UMA FAMÍLIA FELIZ | PR. JOSUÉ GONÇALVES 06/11/2022 | CENTRAL: https://www.youtube.com/ watch?v=hj-LrOmmgd8&t=2118s

QUEBRA-GELO

Algumas decisões que tomamos geram frustração e arrependimento. Tantas vezes, perdemos oportunidades de viver experiências com as pessoas que amamos ou perdemos oportunidade de dizer palavras para as pessoas que amamos. Você se arrepende de algo que deixou de fazer?

AINDA NÃO É TARDE DEMAIS

Nosso coração é facilmente capturado pelas urgências do dia a dia, nosso foco facilmente se perde em busca de sonhos ou projetos pessoais. Uma frase famosa diz que “nenhum sucesso compensa o fracasso no lar”. Nestes dias estamos diante da oportunidade de rever nossas prioridades e calibrar o foco dentro das nossas famílias.

Existe algo que nos ajuda muito a colocar na balança o que realmente importa: a morte e a eternidade. Quando pensamos no aqui e agora, fica fácil nos perder. Quando colocamos as lentes da eternidade, fica mais fácil tomar decisões sábias. Jesus conta uma parábola sobre um homem que percebeu algumas coisas tarde demais:

“Havia um homem rico que se vestia de púrpura e de linho fino e vivia no luxo todos os dias. Diante do seu portão fora deixado um mendigo chamado Lázaro, coberto de chagas; este ansiava comer o que caía da mesa do rico. Em vez disso, os cães vinham lamber as suas feridas. “Chegou o dia em que o mendigo morreu, e os anjos o levaram para junto de Abraão. O rico também morreu e foi sepultado. No Hades, onde estava sendo atormentado, ele olhou para cima e viu Abraão de longe, com Lázaro ao seu lado. Então, chamou-o: ‘Pai Abraão, tem misericórdia de mim e manda que Lázaro molhe a ponta do dedo na água e refresque a minha língua, porque estou sofrendo muito neste fogo’. “Mas

Abraão respondeu: ‘Filho, lembre-se de que durante a sua vida você recebeu coisas boas, enquanto que Lázaro recebeu coisas más. Agora, porém, ele está sendo consolado aqui e você está em sofrimento. E além disso, entre vocês e nós há um grande abismo, de forma que os que desejam passar do nosso lado para o seu, ou do seu lado para o nosso, não conseguem’. “Ele respondeu: ‘Então eu lhe suplico, pai: manda Lázaro ir à casa de meu pai, pois tenho cinco irmãos. Deixa que ele os avise, a fim de que eles não venham também para este lugar de tormento’. “Abraão respondeu: ‘Eles têm Moisés e os Profetas; que os ouçam’.” ‘Não, pai Abraão’, disse ele, ‘mas se alguém dentre os mortos fosse até eles, eles se arrependeriam’. “Abraão respondeu: ‘Se não ouvem a Moisés e aos Profetas, tampouco se deixarão convencer, ainda que ressuscite alguém dentre os mortos’ “. Lucas 16:19-31

O homem rico, lá do inferno, fez três coisas tarde demais. Para você ainda não é tarde demais. Pare agora mesmo de viver no piloto automático, reveja sua agenda e suas prioridades. Aprenda com este homem da parábola de Jesus, sobre os arrependimentos que ele teve:

1-Orou quando o tempo de orar havia passado

Quando o homem rico da parábola chegou no inferno, ele decidiu orar. Entretanto, ele orou quando não era mais possível ter resposta das suas orações. Neste exato momento tem muitas pessoas orando no inferno, mas o tempo de orar passou. O tempo de orar é agora, o tempo de orar é hoje, enquanto estamos aqui, enquanto Deus houve nossas orações. Hoje é dia de buscar o Senhor. Quem não ora aqui, tem grandes chances de orar no inferno, quando suas orações não tem como ser atendidas mais. Quem ora aqui, não vai precisar orar mais na eternidade, pois estará para sempre na presença de Deus.

Pergunta: Você é um homem ou uma mulher de oração? Você está conectado com Deus e tem apresentado ao Senhor suas súplicas?

2-Reconheceu o valor das pessoas

Quando o homem rico da parábola chegou no inferno, ele viu Lázaro e reparou pela primeira vez em sua existência. Quantas vezes ele passou por Lázaro na porta da sua casa e não enxergou Lázaro. Se enxergou, não se importou. Agora ele percebeu como Lázaro podia ser útil para ele. O tempo de reconhecer o valor de Lázaro era enquanto estava vivo. O tempo de reconhecer o valor das pessoas é enquanto estamos vivos e enquanto as pessoas estão vivas. Muitas vezes não notamos as pessoas debaixo do nosso nariz. As pessoas tentam se conectar com a gente, tentam se expressar, pedem ajuda, mas estamos ocupados demais para perceber. Cuide para não perceber o valor das pessoas tarde demais.

Pergunta: Você tem dado valor às pessoas à sua volta? Você está atento aos seus sinais, seus contatos, suas interações e seus pedidos?

3-Reconheceu o valor da família

Estando no inferno, o rico se lembrou da sua família e só naquela condição ele decidiu dar valor para a casa do seu pai e os seus irmãos. Quando já era tarde demais aquele homem foi dar valor ao grupo de pessoas mais importante na vida de uma pessoa: sua família! Não deixe para amanhã o que você deve fazer hoje. O passado já não existe, o futuro é incerto, o hoje se chama presente, porque é uma dádiva de Deus para nós. “Se hoje vocês ouvirem a sua voz, não endureçam o coração”. Hebreus 3:15. Impressionante como muitas pessoas deixam para fazer algumas coisas tarde demais. Principalmente dentro de casa, junto às suas famílias.

Pergunta: Você tem dado valor à sua família?
O que você precisa viver e dizer junto à sua família?

VALORIZE A MESA COMO LUGAR DE ENCONTRO

A crise na família contemporânea passa pela desvalorização da mesa das refeições. Na Inglaterra, 25% das casas não têm mesa de jantar. No Brasil, 40 % das famílias não jantam juntas e 70% das famílias fazem as refeições com as telas ligadas (TV, tablet ou celular). Uma pesquisa da universidade de Columbia apontou que crianças de várias etnias que cresceram em famílias que tinham o hábito de se assentar à mesa tiveram pouco envolvimento com drogas e bebidas, em comparação com famílias que não tiveram esse hábito.

Como é feliz quem teme ao Senhor, quem anda em seus caminhos! Você comerá do fruto do seu trabalho, e será feliz e próspero. Sua mulher será como videira frutífera em sua casa; seus filhos serão como brotos de oliveira ao redor da sua mesa. Assim será abençoado o homem que teme ao Senhor! Que o Senhor o abençoe desde Sião, para que você veja a prosperidade de Jerusalém todos os dias da sua vida, Salmos 128:1-5

Assentar à mesa é parte de uma cultura familiar nutridora. Como nos ensinou o pastor Josué Gonçalves, testemunhando sobre o seu lar: “Na minha casa a mesa não é um móvel qualquer, ela é o centro das emoções do nosso lar”. “A mesa é um altar em torno do qual a família se reúne para celebrar a vida”.

Jesus discipulou e se revelou aos seus discípulos ao redor da mesa. Mesa é lugar de comunhão. Inimigos e adversários não se sentam à mesa. Mesa é lugar de comunhão, celebração, oração e conexão; lugar pedagógico, teológico e lugar de discipulado. Há inúmeros benefícios para uma família que prioriza a mesa, cotidianamente, entre eles:

• Maior satisfação conjugal

• Maior senso de identidade dos adolescentes e crianças

•Melhor saúde emocional das crianças e redução da ansiedade

• Melhor desempenho acadêmico e habilidade de concentração

• Maior fortalecimento das relações familiares

• Melhoria no diálogo da família e construção de confiança

Para funcionar esse precioso tempo ao redor da mesa, é necessário que ocorra diariamente e que as conexões sejam verdadeiras, de coração inteiro. Para isso, deve ser proibido comer com o prato na mão na sala ou no quarto. Proibido comer na frente da tela. Proibido comer fora da mesa. A mesa não pode ser um móvel qualquer, ela deve ser o centro das emoções e o centro do diálogo de uma família.

Pergunta: Comente como é a rotina de refeições em sua família e qual o lugar que a mesa ocupa em sua casa.

CONCLUSÃO

Vamos encerrar nosso estudo com um compromisso muito sério. Claro que você já aprendeu que não deve deixar para depois. O tempo de decidir, o tempo de mudar, o tempo de se empenhar, o tempo de valorizar sua família se chama HOJE.

Faça um propósito hoje mesmo com Deus e com a sua família. Ore assim: Senhor Jesus, eu decido que na minha casa, a partir de hoje, ninguém come mais fora da mesa e que as telas são proibidas na mesa seja no café, no almoço ou no jantar. Em nome de Jesus, amém!

AVISOS

Festa das células

Somos um grande time movido pelo maior de todos os propósitos: adorar a Deus e torná-lo conhecido no mundo inteiro. Venha uniformizado com a sua célula para este grande evento!

4 de dezembro, 10h e 18h. Em todas as unidades da Central.

Randy Clark e Escola Global Awakening 7 a 10 de dezembro

Seja um instrumento de Deus para cura e libertação. Venha ser instruído e ativado para reproduzir a
obra sobrenatural do Espírito Santo. As inscrições para a escola já estão abertas no site da Central.