Série - agosto 03, 2021

Jesus Cristo, Homem • 12 a 17 de julho

INTRODUÇÃO

Ao longo do mês de julho estamos mergulhando em Cristo por meio da série “Revelação”! Você percebeu, logo na primeira semana, que Jesus é a revelação do mistério de Deus para nós. Aprendeu que todas as escrituras apontam para Cristo e descobriu que por meio dele é que podemos conhecer o Pai.

Vamos continuar essa jornada aprendendo mais sobre Cristo a cada semana e conhecendo mais um aspecto da revelação de Deus para nós. Desafiamos você a enriquecer essa caminhada por meio dos seguintes recursos complementares:

 

APLICAÇÃO E TESTEMUNHO

Na semana passada lançamos o desafio de todos lerem o plano de leitura bíblica juntos. Separe um tempo no início da reunião para ver quem conseguiu começar e para desafiar os demais a ingressarem nele. Com o objetivo de incentivar todo o seu grupo de maneira intencional a criar o hábito da leitura bíblica, siga o passo a passo:

  • Peça para todos os presentes baixarem ou acessarem o aplicativo da Central.
  • Na barra inferior, no canto direito, clicar em MAIS. Em seguida clicar em leituras. Lá estará disponível o plano “Conhecendo Jesus”, além de outros planos.
  • Peça para uma pessoa testemunhar sobre como foi o devocional dessa semana. Qual texto bíblico lido? O que Jesus falou com você? Qual aplicação ou mudança gerou em sua vida?

 

QUEBRA-GELO: Compartilhe uma experiência muito dolorosa que você vivenciou.

 

CICATRIZES

Quando sofremos temos a impressão de que ninguém conhece a causa da nossa dor nem até que ponto estamos machucados por dentro ou como nos sentimos. Todos nós ansiamos por alguém que nos compreenda perfeitamente em nossos momentos de dificuldade. Temos sede de encontrar uma pessoa que saiba com exatidão como nos sentimos e que nunca nos abandone nas horas difíceis, A boa notícia é que essa pessoa existe e se chama Jesus Cristo.

 

Conduza sua célula a uma conversa sobre dores e cicatrizes, sejam elas físicas ou emocionais. Deixe o grupo participar e estimule os presentes a abrirem o coração. Em seguida, passe o seguinte vídeo:

 

https://www.youtube.com/watch?v=H-sigJtGtK0 | Dan Stevers – Cicatrizes

 

  • Antes de projetar no Google Meet ou no Zoom, selecione a opção compartilhar áudio.

 

TEXTO BASE

 

“Seja a atitude de vocês a mesma de Cristo Jesus, que, embora sendo Deus, não considerou que o ser igual a Deus era algo a que devia apegar-se; mas esvaziou-se a si mesmo, vindo a ser servo, tornando-se semelhante aos homens. E, sendo encontrado em forma humana, humilhou-se a si mesmo e foi obediente até à morte, e morte de cruz! Por isso Deus o exaltou à mais alta posição e lhe deu o nome que está acima de todo nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho, no céu, na terra e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para a glória de Deus Pai.” Filipenses 2:5-11

 

PERGUNTA: Quando Jesus deixou a glória do céu para nascer em uma manjedoura e viver como ser humano, de que ele abriu mão?

 

  1. JESUS ENTENDE DE RELACIONAMENTOS

Jesus nasceu dentro de uma família. Ele sabia o que significava ter pais, irmãos e irmãs. Sabia o que era ser bebê, criança, adolescente e adulto. Ele também tinha vários amigos e muitos discípulos. Ele interagia com outras pessoas. Ele passou por tudo que passamos, mas sem pecar.

 

PERGUNTA: Com base no que você conhece sobre a vida de Jesus, como eram seus relacionamentos com seus familiares, amigos e demais?

 

  1. JESUS ENTENDE DE TRABALHO

Jesus entende nossa luta diária pois passou a maior parte de sua vida inserido no mercado de trabalho. Ele foi carpinteiro mais tempo que pregador, o que significa que sofreu na pele o cansaço de um dia inteiro de trabalho, a frustração de uma ferramenta quebrada e as dificuldades na hora de receber por um trabalho executado. Com certeza, também conheceu o tédio nas ocasiões em que precisou fazer milhares de peças de madeira iguais, dia após dia. Ele conhece as insatisfações, as frustrações e pressões profissionais.

 

PERGUNTA: Como você se sente em relação ao seu trabalho: Satisfeito com seus ganhos ou frustrado? Esgotado ou realizado?

 

  1.  JESUS ENTENDE A DOR E O SOFRIMENTO

Jesus sofreu dor, rejeição e humilhação para que pudéssemos receber o perdão por todos os nossos pecados. Deus nunca teve a intenção de poupar seu Filho do sofrimento. Apesar da sensação de inferioridade, rejeição ou dor física, precisamos nos apegar à seguinte verdade: temos um Salvador compassivo que nos entende quando ninguém mais é capaz de fazê-lo.

 

PERGUNTA: Descreva a dor e o sofrimento experimentados por Jesus durante sua vida terrena.

 

  1. JESUS PASSOU POR TODO O TIPO DE TENTAÇÃO

Jesus foi tentado e pressionado de todas as formas, pois se ele caísse, toda a chance de redenção da humanidade se extinguiria. Veja esse texto impressionante:

 

“Pois a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais afiada que qualquer espada de dois gumes; ela penetra ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e julga os pensamentos e intenções do coração. Nada, em toda a criação, está oculto aos olhos de Deus. Tudo está descoberto e exposto diante dos olhos daquele a quem havemos de prestar contas. Portanto, visto que temos um grande sumo sacerdote que adentrou os céus, Jesus, o Filho de Deus, apeguemo-nos com toda a firmeza à fé que professamos, pois não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas, mas sim alguém que, como nós, passou por todo tipo de tentação, porém, sem pecado. Assim sendo, aproximemo-nos do trono da graça com toda a confiança, a fim de recebermos misericórdia e encontrarmos graça que nos ajude no momento da necessidade.” Hebreus 4:12-16

 

Quando vemos a vida de Jesus, a forma como ele interagia com diversos públicos e a sua agenda, fica claro que ele era capaz de se importar verdadeiramente com as pessoas. Sua atitude não era de condenação e de julgamento. Quem se aproximava de Jesus se sentia, ao mesmo tempo, acolhido e desafiado. Era como se ele dissesse: “entendo suas lutas e suas dores, venha andar comigo e te mostrarei uma nova vida”.

De acordo com o texto que acabamos de ler em Hebreus, veja como Jesus se relaciona com a gente:

  • Jesus é a palavra viva de Deus e conhece os detalhes mais íntimos e profundos do nosso ser;
  • Jesus intercede por nós diante do Pai, a quem devemos prestar contas;
  • Jesus conhece as nossas fraquezas porque passou por todo tipo de tentação, embora nunca tenha pecado;
  • Jesus nos convida a se aproximar com confiança do trono da graça, pois quer nos ajudar a vencer nossas fraquezas e pecados.

 

Jesus nos compreende e isso é maravilhoso! Mas ele não para por aí. Jesus nos convida a andar com ele, nos convida a uma aproximação diária deste trono de graça e poder. Seu coração acolhedor e compassivo é um convite e um imã para estarmos cada vez mais próximos dele. Em sua presença, Jesus nos desafia a pedirmos ajuda. Todo cristão foi chamado por Deus a viver uma vida diferente. Uma vida nova, transformada e livre. O poder de Deus está disponível para nos ajudar a vencer! Os filhos de Deus não são pessoas pecadoras e derrotadas. A graça de Deus disponível em Cristo nos capacita a ser santos e vitoriosos!

 

CONCLUSÃO

Deus, quando enviou seu Filho a este planeta, não quis se restringir à identificação ilusória. Ele não pediu a Jesus que viesse, desse uma passadinha rápida e voltasse incólume para o céu, sem ter se envolvido com nada. O plano de Deus, ao trazer Jesus à Terra, consistia em proporcionar ao mundo inteiro, em todas as épocas, a mais pura demonstração de interesse e preocupação que jamais se viu.

Com isso, Deus estava dizendo: ‘Não vou lhes dar apenas um Salvador, alguém que lhes resgate a alma e os prepare para a vida eterna, mas também um Salvador compassivo, apto a compreendê-los com quem vocês possam se identificar e conversar, de quem possam sentir-se próximos e a quem possam aprender a amar. Alguém que faça diferença na vida diária de vocês.”

 

ORAÇÃO: Jesus eu percebo que você conhece os segredos mais íntimos do meu ser. Não quero continuar me escondendo de você. Eu entro hoje em sua presença. Reconheço meus erros e pecados e agradeço porque você compreende como me sinto. Peço que o Senhor me perdoe! Eu venho agora na sua presença para entregar o governo da minha vida e para pedir a sua ajuda, pois quero ser livre, santo e vencedor. Muito obrigado por tudo! Amém!

 

DESAFIO

Fique ligado nos desafios da semana e coloque em prática o que você aprendeu:

  • Separe um horário todos os dias da próxima semana para ter um tempo na presença de Jesus. Leia o plano de leitura “Conhecendo Jesus”, além de orar e adorar por alguns minutos.
  • Você está passando por alguma dificuldade neste momento? Além de pedir ajuda a Jesus, entre em contato com o líder ou um cristão maduro aqui da célula, para que possamos orar por você e também te aconselhar à luz da palavra de Deus.