Série - maio 20, 2024

Escolha a melhor parte • 30 de janeiro a 3 de fevereiro

Escolha a melhor parte

A Central está ministrando a série de mensagens Escolhas, para que possamos fazer escolhas certas em 2023. Sabemos que fazer escolhas certas e tomar boas decisões é fundamental para uma vida abençoada e feliz. Alguém já disse que estar no caminho certo amanhã começa com a decisão certa hoje. Cada decisão que tomamos é importante porque as nossas decisões do dia-a-dia afetarão o nosso futuro e moldarão o nosso destino.

Quebra-gelo: Pergunte ao grupo:

  1. Vocês concordam que nossas escolhas são mesmo tão importantes como tem sido ensinado na Central? O que acham dessa afirmação: “A decisão de hoje, certa ou equivocada, afetará e moldará o nosso futuro”?
  2. Quais foram as melhores decisões que você já tomou na sua vida? E quais foram as piores?
  3. Pense por um minuto e responda para o grupo: Qual seria uma decisão que se você tomasse hoje, ela poderia mudar significativamente a sua vida?

Há várias decisões que podemos fazer que trazem grande impacto e beneficio à nossa vida, mas hoje queremos destacar uma em particular. Apenas uma escolha. Vamos ver o que é?

Leitura bíblica: 

Caminhando Jesus e os seus discípulos, chegaram a um povoado, onde certa mulher chamada Marta o recebeu em sua casa. Maria, sua irmã, ficou sentada aos pés do Senhor, ouvindo-lhe a palavra. Marta, porém, estava ocupada com muito serviço. E, aproximando-se dele, perguntou: “Senhor, não te importas que minha irmã tenha me deixado sozinha com o serviço? Dize-lhe que me ajude! ” Respondeu o Senhor: “Marta! Marta! Você está preocupada e inquieta com muitas coisas; todavia apenas uma é necessária. Maria escolheu a boa parte, e esta não lhe será tirada”. (Lucas 10:38-42)

Destacamos nessa passagem a afirmação de Jesus “apenas uma coisa é necessária”, porque é sobre isso que queremos conversar hoje. Vamos conversar sobre escolher o importante ao invés do urgente.  E entendemos que essa é a escolha que pode trazer uma tremenda mudança em nossa vida: conhecer a Deus; escolher ter comunhão com Deus. Escolher ser bem próximo dele e ter um relacionamento real e pessoal com ele. Conhecer a Deus muda a vida de qualquer pessoa.

Talvez alguém vá dizer que já conhece a Deus razoavelmente. Note que Marta e Maria não só conheciam Jesus como o recebiam frequentemente em sua casa. Mas note também como as escolhas foram diferentes. Quando Maria percebeu que Jesus começou a falar e ensinar, ela parou tudo e escolheu estar aos seus pés, ouvindo e recebendo sua palavra. Mas enquanto Maria estava aos pés de Jesus, Marta estava ocupada com muito serviço e se queixava de que estava sozinha preparando tudo na cozinha. Com certeza, ela tinha uma boa intenção, e queria receber Jesus muito bem em sua casa. Entretanto, mesmo que sua intenção fosse boa e seu serviço fosse necessário, Jesus respondeu:

“Marta! Marta! Você está preocupada e inquieta com muitas coisas; todavia apenas uma é necessária. Maria escolheu a boa parte, e esta não lhe será tirada” (versos 41 e 42)

O que Jesus está dizendo é que nada, absolutamente nada é mais importante do que a nossa concentração em buscar a Deus sem deixar que as coisas “mais urgentes” nos afastem dele ou nos distraiam de sua presença.

Jesus nos ensinou e desafiou a buscarmos em primeiro lugar o seu reino e a sua justiça e prometeu que, se assim fizermos, as demais coisas nos serão dadas (comida, roupas, casa, etc). Ele disse:

Portanto, não se preocupem, dizendo: ‘Que vamos comer?’ ou ‘que vamos beber?’ ou ‘que vamos vestir?’ Pois os pagãos é que correm atrás dessas coisas; mas o Pai celestial sabe que vocês precisam delas. Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas lhes serão acrescentadas. (Mateus 6.31-33)

O que Jesus está nos ensinando é: “Foquem no mais importante, que é buscar a Deus e seus interesses, e então as demais coisas virão a reboque”. O problema é que invertemos tudo e a busca pelas todas as outras coisas tem nos distraído de estar focados na presença dele.

Muitos dizem conhecer Jesus, mas nunca pararam para estar aos seus pés, nunca o tocaram e nunca gozaram de intimidade com ele.

Com base na história da visita de Jesus à casa de Marta e Maria e da postura que elas assumiram diante dele, apresentamos três escolhas que todo cristão deveria fazer para revolucionar a sua vida espiritual:

  1. Escolha aproveitar o máximo cada oportunidade de acesso à presença de Deus. Jesus estava presente ali na sala de sua casa, ao alcance de suas mãos e Marta perdeu a oportunidade de aproveitar ao máximo aquele ambiente de vida e poder por causa de sua correria e seus muitos afazeres. Por outro lado, sua irmã Maria abriu mão de tudo para aproveitar aquele momento precioso de acesso a Jesus. Ela ficou aos seus pés, indicando que escolheu a maior proximidade possível. É disso que Paulo fala aos efésios:

Tenham cuidado com a maneira como vocês vivem; que não seja como insensatos, mas como sábios, aproveitando ao máximo cada oportunidade, porque os dias são maus. (Efésios 5:15,16).

Temos que aproveitar cada oportunidade. Num culto, numa conferência, num encontro da célula e, principalmente, no seu tempo a sós com Deus, não se distraia e nem seja negligente, mas decida aproveitar ao máximo cada oportunidade na presença de Deus.

Há pessoas que estão presentes no salão de culto, mas deixam-se distrair pelo celular, pelos pensamentos “nada a ver” e pelo movimento das pessoas. Cada um de nós precisa entender que, como filhos de Deus, recebemos o direito e o privilégio de ter acesso direto à presença do Deus todo poderoso. Ele nos ama como filhos queridos, ele deseja ter comunhão conosco e nos guiar por caminhos extraordinários de vida abundante, de influência e de frutificação. Por isso, decida ser intenso, colocar prioridade e foco no seu relacionamento com Deus, e não perder nenhuma oportunidade de desfrutar da sua presença.

  1. Escolha se livrar de tudo que atrapalha sua comunhão com Deus. Coitada da Marta. O maravilhoso Filho de Deus ali na sua casa e ela tão desfocada a ponto de preferir ficar na cozinha lidando com panelas e afazeres ao invés de desfrutar de íntima comunhão com Jesus. Não é assim conosco também? Não é comum gastarmos todo o nosso tempo com coisas e tarefas para, ao final do dia, percebermos que não desfrutamos de tempo de qualidade e comunhão com Deus? O autor de Hebreus nos adverte para a importância de nos livrarmos de tudo o que nos atrapalha na caminhada com Deus:

Portanto, também nós, uma vez que estamos rodeados por tão grande nuvem de testemunhas, livremo-nos de tudo o que nos atrapalha e do pecado que nos envolve, e corramos com perseverança a corrida que nos é proposta (Hebreus 12:1).

Ele diz para nos livrarmos de tudo o que nos atrapalha.

Pergunta: O que ou quem tem atrapalhado seu relacionamento com Deus? Do que você precisa se livrar para ter maior comunhão com Deus?

  1. Escolha priorizar a presença de Cristo na sua vida.

Um dia, o apóstolo Paulo compreendeu o grande privilégio de conhecer Jesus, o Senhor dos senhores, o Rei dos reis e dono do mundo, e por isso decidiu colocar sua comunhão com Jesus acima de tudo. Todo o resto ele considerou de secundária importância.

Mas o que para mim era lucro, passei a considerar perda, por causa de Cristo. Mais do que isso, considero tudo como perda, comparado com a suprema grandeza do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor, por cuja causa perdi todas as coisas. Eu as considero como esterco para poder ganhar a Cristo (Filipenses 3:7,8).

A primeira e mais importante prioridade que temos que ter em nossas é a Bíblia, ou seja, cultivar uma mentalidade bíblica. Para tanto, é necessário nos alimentarmos da Bíblia diariamente, lendo e meditando sobre suas verdades. À medida que isso acontece, nossa mente é renovada e nossa vida transformada (cf. Rm 12.2). O autor de Hebreus afirma que a Bíblia, a Palavra de Deus, é um instrumento vivo e eficaz de transformação:

Porque a palavra de Deus é viva, e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e propósitos do coração”. (Hebreus 4.12)

Perguntas:

  1. O estudo da Bíblia é uma prioridade da sua vida? Você está participando do Plano de Leitura 2023?
  2. Quais são os benefícios que o estudo da Bíblia pode trazer ou tem trazido para a sua vida?

CONCLUSÃO.

Decisões são muito importantes porque definem o nosso futuro, para o nosso bem ou para o nosso mal. Há muitas escolhas que podemos tomar para gerar impactos positivos em nossa vida, mas nenhuma é tão importante quanto escolher a boa parte. Maria escolheu a presença de Jesus e foi elogiada como aquela que escolheu a melhor parte.

Muitas pessoas passam a vida fazendo coisas boas e legítimas, porem o Senhor não é o primeiro para elas. Ele não é o centro de sua vida e o foco de sua atenção e prioridade. Se fosse, não o colocariam de lado. Elas achariam tempo para estar com ele.

O que devemos fazer? Devemos nos posicionar em arrependimento diante de Deus e escolher ter relacionamento pessoal e profundo com Deus ao invés de nos deixarmos levar pelas distrações, pelas urgências e pelo pecado. É nossa prerrogativa fazermos a melhor escolha. Nós escolhemos a distância que queremos de Deus, e se nos movermos em direção a ele, colocando-o no lugar de prioridade numero um, ele nos abençoará e restaurará o primeiro amor.

Aproximem-se de Deus, e ele se aproximará de vocês! Pecadores, limpem as mãos, e vocês, que têm a mente dividida, purifiquem o coração. Entristeçam-se, lamentem e chorem. Troquem o riso por lamento e a alegria por tristeza. Humilhem-se diante do Senhor, e ele os exaltará. (Tiago 4.8-10)

Contra você, porém, tenho isto: você abandonou o seu primeiro amor. Lembre-se de onde caiu! Arrependa-se e pratique as obras que praticava no princípio. Se não se arrepender, virei a você e tirarei o seu candelabro do seu lugar. (Apocalipse 2.4-5)

A história da humanidade caminha para o seu desfecho e os sinais indicam que Jesus está às portas. Quando chegarmos diante de Deus, só vai importar mesmo se o conhecemos e obedecemos aos seus mandamentos. Por isso, priorize seu relacionamento com Deus e não perca as oportunidades para ter intimidade com ele e servi-lo na edificação de seu Reino.