Série - outubro 26, 2020Jesus

Discípulos • 17 ao 22

Série - outubro 26, 2020

Discípulos • 17 ao 22

INTRODUÇÃO

Nas últimas semanas você ouviu falar sobre o projeto ‘O Próximo Passo’. Agora chegou o momento de colocar em prática. No estudo de hoje, vamos compreender juntos essa proposta tão envolvente e vamos organizar as ações do projeto durante a própria reunião da célula.

Vamos entender o que a bíblia diz sobre o assunto e vamos construir o passo a passo do projeto juntos. Conduza o estudo de hoje de forma bem participativa. Siga as perguntas propostas e leve os presentes a comentarem cada tópico, assim todos poderão descobrir gradativamente sua própria condição e serão desafiados a dar o próximo passo.

QUEBRA-GELO

O quebra-gelo de hoje, e das próximas semanas, está no jogo ‘Na Trilha do Avanço’. Peça para todos abrirem o tabuleiro na casa um, a fim de encontrarem a pergunta da semana:

  • Como e quando foi o seu primeiro passo com Jesus?

 

COMPLETEI A OBRA

Leiam João 17: 1-6, trecho retirado da oração sacerdotal de Jesus, e em seguida discutam as perguntas propostas:

Pergunta: Por quem Jesus está orando?

Pergunta: Jesus fez essa oração antes de ser crucificado e antes de ressuscitar. Porque ele está declarando que completou a obra? De qual obra ele está falando?

Ao longo deste conhecido capítulo, João registra uma oração muito especial e específica feita por Jesus. Em sua ‘oração sacerdotal’, Jesus ora pelos seus discípulos. Durante a maior parte do capítulo, Jesus ora pelos seus onze discípulos, intercedendo por eles e entregando ao pai as suas vidas. Jesus ora também pelos discípulos do futuro, ou seja, Jesus ora por cada um de nós que creríamos na palavra da sua equipe.

Quando Jesus declara que completou a obra, ele estava se referindo à formação da sua equipe, que seria a base da igreja do primeiro século. Antes de ser crucificado, Jesus conclui a obra de preparação dos seus discípulos. Ele investiu cerca de três anos na vida daqueles homens, andou bem próximo deles, ensinando de várias formas tudo o que eles precisavam saber, dando-lhes experiências profundas com Deus e transformando seus caráteres.

 

DISCÍPULOS QUE FAZEM DISCÍPULOS

Pergunta: Jesus realizou o maior sacrifício de amor que existiu, dando sua vida para perdoar e salvar a humanidade. O que teria acontecido com essa notícia maravilhosa, se Jesus não tivesse preparado os seus discípulos?

Pergunta: A multidão teria se encarregado de anunciar as boas novas do evangelho?

Jesus não se encantava com as multidões, pois ele sabia que seu apoio era frágil e inconstante. Em João 6, Jesus comenta que a multidão só estava o seguindo porque comeu dos pães que foram multiplicados, ou seja, estavam atrás apenas de algo que as pudesse beneficiar.

A multidão recebeu Jesus com entusiasmo no domingo de ramos, quando ele entrou em Jerusalém assentado em um jumento. A mesma multidão que estava declarando no domingo: ‘Hosana, bendito é o que vem em nome do Senhor’ (Mateus 21: 6-9); poucos dias depois, na sexta, estava gritando: ‘Crucifica-o’ (Mateus 27: 20-24).

A multidão é volúvel, inconstante e interesseira. Já o discípulo é estável, fiel e preparado para obedecer. Jesus sabia que a mensagem do evangelho teria desaparecido em poucos dias se ela ficasse confiada à multidão. Mas, como Jesus escolheu chamar e formar discípulos, as boas novas estão vivas e fortes até os dias atuais.

Então, Jesus aproximou-se deles e disse: “Foi-me dada toda a autoridade no céu e na terra. Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a obedecer a tudo o que eu lhes ordenei. E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos”. Mateus 28:18-20

Pergunta: Porque é tão importante o processo contínuo de discípulos que fazem discípulos?

Pergunta: Quais são as marcas de um discípulo apontadas no texto acima?

 

AMADURECIMENTO ESPIRITUAL

Jesus incutiu bem claramente no coração da sua equipe o conceito de amadurecimento espiritual. Em vários versos do Novo Testamento, vemos este processo contínuo de discipulado acontecendo.

Jesus ensinou que alguém que o recebe como Senhor, pela fé, essa pessoa milagrosamente nasce de novo (João 3). Como todo recém-nascido, o novo convertido precisa de cuidados especiais até que alcance a maturidade e se torne um discípulo que faz discípulos.

A igreja, no primeiro século, trabalhava esse conceito de amadurecimento e por isso eles observavam qual era a idade espiritual de cada pessoa, a fim de desafiar todos a dar o próximo passo.

Leiam: Hebreus 5:13,14 | 1 Pedro 2:1-3 | 1 Coríntios 3:1,2

Pergunta: Com base nos versos lidos, você já provou que Deus é bom? Que tipo de alimento espiritual você está em condições de receber?

 

IDADES ESPIRITUAIS

Para se tornar um discípulo maduro de Jesus uma pessoa precisa dar o próximo passo, ou seja, deve estar disposta a ir para o nível seguinte. Para te ajudar a compreender em qual nível você está e como dar continuidade em sua caminhada com Cristo, observe o texto a seguir:

Filhinhos, eu lhes escrevo porque os seus pecados foram perdoados, graças ao nome de Jesus. Pais, eu lhes escrevo porque vocês conhecem aquele que é desde o princípio. Jovens, eu lhes escrevo porque venceram o Maligno. Filhinhos, eu lhes escrevi porque vocês conhecem o Pai. Pais, eu lhes escrevi porque vocês conhecem aquele que é desde o princípio. Jovens, eu lhes escrevi, porque vocês são fortes, e em vocês a Palavra de Deus permanece e vocês venceram o Maligno. 1 João 2:12-14

Como base na leitura acima, completem juntos os quadros abaixo. Deixe seu grupo debater e preencher de maneira participativa cada uma das tabelas.

 

Quais as idades apresentadas? Quais conquistas já realizaram? Quais desafios para superar?

 

Em sua primeira epístola, o apóstolo João aponta três tipos que representam fases da vida espiritual: filhinhos, jovens e pais. Os Filhinhos, por serem novos e terem pouco tempo de fé, têm pouco conhecimento e experiência. Eles conheceram e experimentaram o amor do Pai através do perdão dos seus pecados. Mas não são como os Jovens. Por isso, ainda são derrotados pelo maligno, ou seja, cedem às tentações de Satanás e são fracos e imaturos quanto à Palavra de Deus.

Já os Jovens, esses aprenderam a vencer o maligno, ou seja, a não ceder à tentação, e são fortes e maduros quanto à Palavra de Deus. Entretanto, ainda não são como os Pais. Vivenciam a fé em um nível ainda muito particular e individual, ou seja, ainda não tiveram a experiência de gerar filhos e de viver a fé também em função de outras pessoas. Além disso, apesar da força e da maturidade quanto à Palavra, não conhecem o caráter e a vontade de Deus na profundidade e veracidade que o tempo de jornada concedeu aos Pais.

Finalmente, os Pais gozam de maturidade e experiência por já terem gerado filhos e conhecerem o Pai celestial em profunda intimidade.

Com base nos textos de Mateus 28: 18-20 e de 1 João 2: 12-14, veja as afirmações abaixo e defina para cada uma delas com qual idade espiritual são compatíveis (Filhinhos, Jovens ou Pais):

 

Passo alcançado ou em processo Idade Espiritual
Preparação para o batismo
Aprendendo a obedecer
Formando novos discípulos
Pecados perdoados
Venceram o Maligno
Conhecem o Pai
Conhecem aquele que é desde o princípio
São fortes e permanecem na palavra
Possuem filhos espirituais

 

Para finalizar nosso aprendizado, seguem as perguntas mais importantes do nosso encontro de hoje. Garanta que todos os presentes façam uma auto-avaliação e respondam as duas perguntas abaixo. Anote a resposta de cada um. Caso queira, peça para todos escreverem a resposta no chat da reunião:

Pergunta: Você já nasceu de novo espiritualmente? Se sim, qual a sua idade espiritual?

Pergunta: Quais passos você precisa dar para atingir o próximo nível?

 

VAMOS CAMINHAR JUNTOS

Sabemos que não é tão simples dar o próximo passo sozinho. Por isso Jesus ensinou que um discípulo maduro deve auxiliar os que estão começando. A nossa célula está aqui para isso e vamos ajudar uns aos outros a dar o próximo passo.

Vamos organizar nossa célula em Unidades de Avanço (UA) e, nas próximas semanas, teremos a oportunidade de crescer e amadurecer com Deus. Vai ser incrível! Cada UA receberá um material de apoio e os três encontros vão permitir uma profunda troca de experiência, abrindo tempo para todos falarem, tirarem suas dúvidas e receberem oração.

Cada líder vai encontrar informações mais detalhadas no anexo e também poderá contar com o auxílio do seu supervisor para organizar as UA’s da sua célula. Aumente suas expectativas e vamos juntos dar o Próximo Passo.

Fechar Menu