Série - maio 20, 2024

Dia do amigo | Removendo as pedras • 10 a 15 de abril

 INTRODUÇÃO

Caríssimo líder, você será um instrumento de Deus para um período de avivamento que estamos vivendo na Central. Apontamentos claros já nos indicam o favor de Deus, e existe uma parcela especial que foi confiada à liderança desta igreja. O encontro da sua célula esta semana será marcado pelo poder e favor de Deus.

Quando estamos vivendo o avivamento, muitas coisas ocorrem ao nosso redor e não temos como explicá-las de forma natural. Assim será em sua célula esta semana: cheia da presença de Deus, sobrenatural agindo, milagres e vidas sendo transformadas.

Grandes intervenções de Deus na vida de uma pessoa, um grupo, uma igreja, uma comunidade e até mesmo em um país inteiro, são precedentes de um período de jejum e oração. Fato é que ao entrarmos nesta frequência, sinais e maravilhas se tornam reais, resposta de um mover de Deus.

Prepare-se para um Dia do Amigo especial e marcante! Creia e dê passos de fé nestes dias, tanto na preparação do evento quanto na hora de convidar as pessoas. Envolva toda a sua célula em oração, nos convites e na organização deste poderoso Dia do Amigo!

QUEBRA-GELO

Sua célula será um ambiente profético, então a dinâmica começa desde o início, assim que as pessoas chegarem ao local. Você levará folhas de papel amassadas, simulando que são pedras. Escreva nessas folhas palavras que bloqueiam o avivamento, tais como orgulho, mentira, indiferença, murmuração, incredulidade, idolatria, pecado, improdutividade, ira, impaciência, independência, medo, divisão, dentre outras palavras que o Senhor lhe direcionar.

Amasse bem o papel para que fique no formato de uma pedra e dê uma “pedra” para cada participante. Peça para não abrirem e para não deixarem de segurar com pelo menos uma das mãos durante toda a célula. Somente no final é que a dinâmica termina.

Ao final, você também precisará de um cesto onde jogaremos fora as “pedras”. Em caso de dúvida, clique neste link para ver como preparar as pedras para a dinâmica: Dinâmica das pedras.

Materiais para a dinâmica:

  • 1 caixinha contendo as “pedras” para entregar no início da palavra
  • Várias “pedras” preparadas anteriormente de acordo com o vídeo
  • 1 cesto de lixo para colocar no centro da roda ao final da dinâmica

 

LEITURA BÍBLICA:

 

Jesus, outra vez profundamente comovido, foi até o sepulcro. Era uma gruta com uma pedra colocada à entrada. “Tirem a pedra”, disse ele. Disse Marta, irmã do morto: “Senhor, ele já cheira mal, pois já faz quatro dias”. Disse-lhe Jesus: “Não falei que, se você cresse, veria a glória de Deus?” Então tiraram a pedra. Jesus olhou para cima e disse: “Pai, eu te agradeço porque me ouviste. Eu sei que sempre me ouves, mas disse isso por causa do povo que está aqui, para que creia que tu me enviaste”. Depois de dizer isso, Jesus bradou em alta voz: “Lázaro, venha para fora!” O morto saiu, com as mãos e os pés envolvidos em faixas de linho e o rosto envolto num pano. Disse-lhes Jesus: “Tirem as faixas dele e deixem-no ir”. Jo 11:38-44.

 

1 – JESUS SE IMPORTA COM NOSSOS SENTIMENTOS

Percebemos que este cenário é um ambiente triste. O momento da morte é muito delicado. O luto certamente é uma das fases mais desafiadoras para nós, neste tempo tão passageiro que é a vida terrena. O que nos deixa maravilhados, no trecho lido da história, é como Jesus reage com humanidade, demonstrando afetividade e valorizando os sentimentos das pessoas. Ele, mesmo sendo capaz de fazer e realizar qualquer coisa, simplesmente escolhe se compadecer dos nossos sentimentos, antes de nos atender em nossas súplicas e orações.

Estamos falando de Lázaro, um amigo de Jesus, e é nessa amizade que a Bíblia registra um dos maiores milagres do Novo Testamento. Lázaro, mesmo depois de estar morto por 4 dias, ressuscita após ouvir um comando de Jesus Cristo. Isso é incrível!

Tente imaginar esta cena! O seu melhor amigo, um parente muito próximo, alguém que você ama, experimenta a morte e agora ganha vida novamente. Estamos falando de um avivamento, sem sombra de dúvida.

 

Reflexões para debate: Você já sentiu a proximidade de Jesus, compadecendo-se dos seus sentimentos? Já teve uma experiência que, talvez, não saiba explicar com detalhes, mas que de alguma forma acalmou o seu coração? Mesmo quando tudo parece estar acabado, uma esperança nasce em seu coração e você tem fé de que Deus pode mudar o cenário?

 

2 – PREPARAÇÃO PARA O MILAGRE

 

Atenção líder, aqui é onde sua mensagem será depositada no coração dos participantes da sua célula!

 

A grandiosidade de Jesus é ilimitada e, neste texto, observamos um detalhe que não pode deixar de ser notado. Vamos voltar ao texto, agora dando ênfase a um ponto chave que antecede o milagre da ressurreição de Lázaro.

 

Jesus, outra vez profundamente comovido, foi até o sepulcro. Era uma gruta com uma pedra colocada à entrada. “Tirem a pedra”, disse ele. Disse Marta, irmã do morto: “Senhor, ele já cheira mal, pois já faz quatro dias”. Disse-lhe Jesus: “Não falei que, se você cresse, veria a glória de Deus?” Então tiraram a pedra. Jesus olhou para cima e disse: “Pai, eu te agradeço porque me ouviste. Eu sei que sempre me ouves, mas disse isso por causa do povo que está aqui, para que creia que tu me enviaste”. Depois de dizer isso, Jesus bradou em alta voz: “Lázaro, venha para fora!” O morto saiu, com as mãos e os pés envolvidos em faixas de linho e o rosto envolto num pano. Disse-lhes Jesus: “Tirem as faixas dele e deixem-no ir”. Jo 11:38-44.

 

Jesus pede às pessoas que removam a pedra que fica na frente da gruta. Perceba que Ele não orou ao Pai nem ressuscitou Lázaro antes da pedra ser removida. Mas Ele é Deus! Ele poderia ter removido a pedra com uma só oração. Se Ele conseguiu ressuscitar um morto, quanto mais uma simples pedra. Essa pedra tem algo para nos dizer hoje e é aqui que muitos de nós paramos. O que está entre nós e Jesus é uma pedra! É um bloqueio!

Jesus está gritando do lado de fora pelo nosso nome, para que saiamos desse ambiente de morte espiritual, ignorância e falta de empatia pelo próximo, mas existem pedras que nos bloqueiam. Não conseguimos sair de dentro das nossas prisões pessoais, nossos quartos do passado, mesmo em um ambiente onde Deus está presente. Vemos pessoas ao nosso lado sendo libertas todos os dias, mas às vezes não acontece conosco. Parece que existe uma barreira que nos impede de avançar, que nos impede de sair desse lugar de estagnação e ver Jesus face a face.

 

Pergunta: Você sente Jesus chamando você para viver com Ele? Quais obstáculos têm impedido você?

Testemunho pessoal: Conte como isso aconteceu em sua vida; quais obstáculos impediam você de viver com Jesus; como esses obstáculos foram removidos.

 

3 – REMOVENDO AS PEDRAS

 

Chegou a hora de nós sairmos desse lugar de escuridão!

Assim como os familiares e amigos de Lázaro removeram a pedra, nós teremos a mesma atitude uns com os outros. Observe que o texto indica uma ação entre irmãos! De maneira cooperativa, a célula, a igreja, o corpo de Cristo participam ativamente de uma intervenção de Jesus na vida das pessoas que conhecemos e amamos.

É hora de abrir mão dessas pedras! É tempo de vivermos livres e desimpedidos para realizar o propósito que o Senhor nos confiou.

 

Através de um ato profético, todos os participantes da célula estarão envolvidos na parte final da dinâmica, descartando as “pedras” que estão em suas mãos desde o início da célula. Pergunte a eles, antes de abrirem as folhas amassadas, como foi ficar segurando essa “pedra” durante toda a célula. Como se sentiram? Foi desconfortável?

 

Vamos remover as pedras?

Antes de jogar fora as pedras no cesto que você posicionar no centro da reunião, peça para que abram as folhas e leiam o que estava escondido nestas “pedras”.

Neste momento em que cada um for lendo o que está escrito, façam orações rejeitando cada palavra em suas vidas. Orem para que sejam removidas estas “pedras” das nossas histórias, da nossa célula, da nossa família, da nossa igreja.

Após todos lerem e orarem juntos, joguem as “pedras” no cesto. Aleluia!!!

Agora é só sair para se encontrar com o Senhor! Jesus, o seu melhor amigo, aguarda você!

 

CONCLUSÃO

 

O significado do nome Lázaro é “Deus ajudou”. Da mesma forma, Deus quer ajudá-lo hoje. Agora que você removeu as pedras que o impediam de ter acesso à presença de Jesus, o caminho está aberto para o milagre em sua vida. Chega de morte e prisão! Chegou a hora de viver os planos de Deus! Veja o que Jesus diz para você hoje:

“Eu vim para que tenham vida, e a tenham plenamente”. João 10:10

 

“Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim”. João 14:6

 

Você está pronto para viver a plenitude de Deus? Está pronto para andar no caminho da verdade e da vida que te conduz à presença do Pai?

Chegou a hora de ajudarmos uns aos outros. Assim como fizemos juntos o ato de jogar fora as pedras, agora vamos todos orar juntos, em voz alta, entregando nossos corações a Jesus. Desafie todos os presentes a repetirem em voz alta a seguinte oração:

“Senhor Jesus, hoje removemos as pedras que me impediam de caminhar contigo e agora estou ouvindo claramente a sua voz me chamando para reviver e andar em liberdade. Entrego a ti, Jesus, minha vida e meu coração e decido viver os seus planos para mim. Peço que perdoe os meus pecados, que me tire da caverna da morte e que me dê a sua vida. Mude a minha história e faça um milagre me transformando. Amém!”

 

Agora que todos repetiram a oração, pergunte: Quem fez essa oração hoje pela primeira vez?

 

  • Identifique aqueles que tomaram essa decisão e peça aos demais para orarem abençoanda essas pessoas.
  • Lembre-se de anotar: nome, sobrenome, telefone, email e data de nascimento.
  • Registre os visitantes no célula.in e lance no sistema aqueles que tomaram uma decisão por Jesus.