Série - outubro 30, 2020

Decida pela revelação ao invés da especulação • 9 a 14 de março

Série - outubro 30, 2020

Decida pela revelação ao invés da especulação • 9 a 14 de março

Quebra-gelo

Pergunte ao grupo quem tem o hábito de ler manuais (provavelmente poucos o fazem). Dê oportunidade aos participantes para compartilharem experiências que tiveram ao usar um aparelho eletrônico sem a leitura detalhada do manual de instruções. Alguém enfrentou dificuldades para descobrir as funcionalidades? Se sentiu limitado dentro dos recursos que o aparelho teria para oferecer? Teve algum problema por não ler o manual ou benefício por lê-lo?

INTRODUÇÃO

Se tivermos nas mãos uma invenção totalmente desconhecida, não saberemos dizer qual a utilidade, a menos que haja alguma instrução. Nem mesmo a própria invenção poderá nos dar explicações. Somente uma conversa com o criador ou a leitura do manual nos mostrarão o real propósito de tal invenção.

Certa vez um garoto ganhou um video game de presente de seu pai. Assim que abriu, o menino empolgado com o presente queria começar a jogar, contudo, seu pai lhe disse que antes deveria ler o manual para conhecer melhor sobre o funcionamento da máquina. Sem dar muita importância ao conselho do pai o menino foi logo ligando o vídeo game e acabou estragando o brinquedo, antes mesmo que pudesse desfrutá-lo. No retorno do pai o garoto teve que confessar sua ânsia em brincar sem antes ler o manual, o que acarretou em uma perda muito maior.

Para compreender o propósito pelo qual fomos criados, temos diante de nós duas opções: especulação ou revelação. Ou vamos fazer suposições e buscar explicações em pensamentos, teses e filosofias humanas, correndo o risco de cometer sérios erros. Ou buscaremos uma revelação vinda diretamente do nosso Criador.

Não descobriremos o sentido da vida olhando apenas para dentro de nós mesmos. Não somos nossos próprios criadores, logo, nosso propósito não estará na autorrealização ou naquilo que desejamos construir.  Somente em Deus encontraremos nossa origem, identidade, significado, propósito, importância e destino.

Pergunta: Você tem usado de especulação ou revelação para conhecer o seu propósito?

Leitura Bíblica:

“Porque Deus nos escolheu nele antes da criação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis em sua presença. Em amor nos predestinou para sermos adotados como filhos por meio de Jesus Cristo, conforme o bom propósito da sua vontade, para o louvor da sua gloriosa graça, a qual nos deu gratuitamente no Amado”. Efésios 1.4-6

Deus já pensava em você muito antes de você pensar a respeito dele, e o propósito determinado por Ele para a sua vida é anterior à sua concepção. Você pode escolher carreira, cônjuge, passatempos e muitas outras coisas na vida, mas você não pode escolher o seu propósito. Então, como conhecê-lo?

1. Conheça seu propósito por meio de um relacionamento com o seu Criador

“pois nele foram criadas todas as coisas nos céus e na terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos ou soberanias, poderes ou autoridades; todas as coisas foram criadas por ele e para ele”. Colossenses 1:16

Nosso Criador é Deus. Logo, se desejamos compreender nosso propósito, devemos buscar em Deus todas as respostas.

Pergunta: Como podemos obter as respostas que buscamos em Deus?

A oração é o meio que podemos e devemos conversar com Deus. Orar é o ato de dialogar com Deus. Esse diálogo envolve falar e ouvir. Assim, na oração, podemos falar com Deus, fazer perguntas, apresentar o que está em nosso coração e também ouvir o que Ele tem a nos dizer.

Perguntas:

– Você tem o hábito de conversar diariamente com Deus?

– Na sua oração você apenas fala ou também separa um tempo para ouvir a Deus?

– Quando surge alguma questão na sua vida, a oração é seu primeiro ou último recurso na busca por respostas?

– Por se tratar de uma conversa, a oração deve ser espontânea e não mecânica e repetitiva.

Ao ensinar sobre oração Jesus nos orienta a ficar a sós com Deus, no secreto, em intimidade. A melhor forma de crescer em intimidade com o Pai é investindo em tempo com Ele. Dificilmente vamos ter os nossos ouvidos apurados à voz de Deus se os nossos momentos de oração forem esporádicos e superficiais.

“Mas quando você orar, vá para seu quarto, feche a porta e ore a seu Pai, que está no secreto. Então seu Pai, que vê no secreto, o recompensará.” Mateus 6:6

– Por se tratar de um relacionamento, a oração deve ser constante.

Enquanto desenvolvemos nossas tarefas no dia-a-dia podemos manter uma conversa com Deus, permitindo que Ele faça parte de cada parte da nossa vida. Este tipo de oração não substitui o tempo a sós, mas estreita ainda mais a intimidade com Deus e nos faz sensíveis espiritualmente.

“Orem continuamente.” 1 Tessalonicenses 5.17

Desafio: Compartilhe com o grupo sobre o seu hábito de oração e convide-os a um compromisso diário de 30 minutos a sós com Deus.

2) Conheça seu propósito por meio da revelação da palavra de Deus                                                                                                                                                                     

Se o manual de instruções contém todos os detalhes necessários para orientar o usuário de determinado aparelho, a Bíblia contém todas as respostas acerca do nosso propósito. Ela é o manual que nos diz o porquê estamos vivos, como a vida funciona, o que evitar e o que esperar do futuro. A Bíblia é o nosso manual de instruções. Aquele que deseja andar de acordo com os desígnios e propósitos de Deus precisa ler e conhecer a Bíblia.

“A tua palavra é lâmpada que ilumina os meus passos e luz que clareia o meu caminho”. Salmos 119:105

Se a Bíblia nos permite ver onde estamos (lâmpada que ilumina os meus passos) e o caminho, propósito, que devemos seguir (luz que clareia o meu caminho), o inverso também é verdadeiro: não ler a Bíblia é como tatear no escuro. Muitos erros que cometemos se dão pelo fato de não conhecermos a palavra de Deus.

“Jesus, porém, respondendo, disse-lhes: Errais, não conhecendo as Escrituras, nem o poder de Deus.”  Mateus 22:29

Perguntas:

– Você já leu o Novo Testamento? E a Bíblia toda? Com que frequência você lê?

– Ao ler a bíblia você já foi confrontado com algum caminho ou ideia diferente do que você considerava como ideal para sua vida?

– Alguém pode compartilhar alguma descoberta que obteve na leitura da bíblia sobre sua identidade, significado, propósito ou importância?

Se quisermos experimentar a boa, perfeita e agradável vontade de Deus, precisamos abandonar as especulações e caminhos que o mundo nos apresenta e renovarmos a nossa mente na Palavra de Deus.

“Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.” Romanos 12:2

Desafio: Convide o grupo para seguir o Plano de Leitura “Decisões Determinam Destinos” (cronograma disponível no site central.online).

CONCLUSÃO

Nosso propósito está naquele que nos criou, qualquer coisa além disso é especulação. Podemos passar a vida inteira tentando encontrar respostas em pessoas, relacionamentos, realizações profissionais, pensamentos e filosofias, correndo o sério risco de trilhar caminhos errados, ou podemos buscar na fonte certa, por meio da oração e da leitura da Bíblia.

Fechar Menu