Série - outubro 30, 2020Jesus

Batismo de Jesus • 13 a 18 de julho

Série - outubro 30, 2020

Batismo de Jesus • 13 a 18 de julho

 INTRODUÇÃO À SÉRIE

Estamos no início de uma jornada incrível sobre a vida de Jesus. Nos próximos dois meses, iremos estudar alguns eventos sobre este homem que é diferente de qualquer outro: JESUS. Serão muitas lições que irão desde o nascimento de Cristo até a sua ascensão. A cada semana vamos nos surpreender ao nos dedicarmos a conhecer mais sobre o filho de Deus.

A vida de Jesus é, sem dúvida, a mais importante história da humanidade. Não é por acaso que a História é dividida em antes e depois dEle. Ao longo da sua vida terrena, muitos fatos que mudariam os rumos da humanidade aconteceram.

Nosso objetivo será conhecer esses momentos e suas lições e desafios para nós hoje. Que o Espírito Santo cumpra sua principal missão no meio de nós: revelar e glorificar a Cristo!

PARA REVOLUCIONAR SUA EXPERIÊNCIA

Para revolucionar a nossa experiência ao longo dessa série de estudos sobre Jesus, temos dois desafios para todos da célula se envolverem. Cabe a cada líder pensar uma maneira criativa para que os membros e visitantes da sua célula mergulhem de cabeça nestes desafios:

  1. Firmes Até o Fim: começamos recentemente este plano de leitura bíblica e estamos percorrendo os evangelhos. Vai ser incrível ler diariamente sobre a vida de Jesus e continuar a jornada nas reuniões de célula. Desafie seu pessoal a participar! Mesmo aqueles que não iniciaram o plano, podem entrar a qualquer momento, começando pelos capítulos do dia.
  2. The Chosen: recentemente foi lançado um seriado muito bem produzido sobre a vida de Jesus. A primeira temporada já está disponível gratuitamente. Basta acessar ‘The Chosen’ na Play Store ou na Apple Store e baixar o aplicativo. Combine com sua célula um cronograma para assistirem os episódios e comentem sobre essa experiência no grupo da célula.

DESENVOLVIMENTO

Há poucos registros acerca da infância de Jesus. Uma exceção é o texto de Lucas 2.41-52, que relata sua visita ao templo com seus pais quando tinha 12 anos de idade. Por isso, logo após os acontecimentos que compõem o nascimento de Jesus, os evangelhos (Mateus, Marcos e Lucas) saltam para a narrativa do seu batismo. É sobre isso que iremos estudar na célula de hoje. Que o Espírito Santo batize nossos corações na Palavra do Senhor!

Texto-base: Mateus 3.1-17

O texto acima registra a história do batismo de Jesus. Podemos extrair dos versos lidos alguns aprendizados e fazer aplicações para nossa vida hoje:

  1. O batismo de João Batista

O batismo de João era um batismo de arrependimento e estava no limiar entre a antiga e a nova aliança; João Batista foi o último dos profetas da antiga aliança. Quanto a isso, Mateus 3: 1, 2, e 11 diz: “Naqueles dias surgiu João Batista, pregando no deserto da Judéia. Ele dizia: ‘Arrependam-se, pois o Reino dos céus está próximo’. Eu os batizo com água para arrependimento”.

Pergunta: O que você entende quando ouve a palavra arrependimento? Você tem uma experiência que marcou sua vida e da qual você se arrepende?

Arrependimento, ao contrário do que muitos pensam, não significa “tristeza”. A melhor palavra correspondente a tristeza seria “remorso”. Arrependimento significa “mudança de atitude”. De acordo com 2Coríntios 7.9-11, a tristeza participa do processo de arrependimento, nos motivando a mudar de atitude após pecarmos. A tristeza é uma grande e forte mola que nos impulsiona na direção do arrependimento.

Pergunta: Pense novamente na experiência do seu passado que você citou agora a pouco. Sua postura em relação à essa experiência é de remorso ou arrependimento?

O batismo de João não era uma ministração mágica que dava à pessoa o poder de mudar de vida. Ele não era ministrado àqueles que queriam se arrepender, mas, sim, àqueles que já tinham e estavam se arrependendo dos seus pecados.

Sendo assim, ele era um símbolo externo, um compromisso público, de algo que já havia acontecido no coração e na vida das pessoas. Por isso, João Batista repreendeu tão duramente os fariseu e saduceus que foram a ele para serem batizados, dizendo-lhes que, primeiramente, deveriam mostrar frutos de arrependimento.

Outro sentido que o batismo de João poderia ter é o de perdão e purificação dos pecados. Uma pessoa, ao ser batizada publicamente por João Batista, reconhecia e confessava para os presentes que ela era uma pecadora que necessitava de perdão e purificação da parte de Deus (Mateus 3.6).

A Bíblia ensina em 1João 1.9 que a confissão de pecados gera perdão e purificação para o pecador. Sendo assim, por fim, o batismo de João apontava para a santidade e a santificação. Sabemos que os três passos para se caminhar em um processo de santificação rumo à santidade são: 1. Reconhecer o pecado; 2. Confessar o pecado; 3. Arrepender-se do pecado.

Pergunta: Você reconhece que é pecador? Já se arrependeu dos seus pecados? Após se arrepender, você foi batizado publicamente?

  1. Porque Jesus foi batizado?

Pergunta: Tendo o batismo de João o significado acima exposto, por que Jesus foi por ele batizado? Precisaria Jesus de arrependimento, perdão e purificação?

A resposta é, evidentemente, não. Por que, então, Jesus foi batizado por João Batista? Qual o significado desse batismo? Em Mateus 3.13-15, está escrito: “Então Jesus veio da Galiléia ao Jordão para ser batizado por João. João, porém, tentou impedi-lo, dizendo: ‘Eu preciso ser batizado por ti, e tu vens a mim?’. Respondeu Jesus: ‘Deixe assim por enquanto; convém que assim façamos, para cumprir toda a justiça’. E João concordou”.

A razão apresentada por Jesus para ser batizado por João foi “cumprir toda a justiça”. Que justiça é essa? De maneira simples, podemos dizer que “cumprir toda a justiça” significava, naquele contexto, obedecer à vontade de Deus. Ao ser batizado por João Batista, então, Jesus estava demonstrando submissão a Deus e apoio público ao seu ministério. Além disso, podemos apontar os seguintes significados e conseqüências do batismo de Jesus:

  • Identificação com os pecadores. Ao receber um batismo que era próprio a pecadores, Jesus, apesar de não ter pecado, estava se identificando com eles, com a expectativa de substituí-los (2Coríntios 5.21);
  • Anúncio público da chegada do Messias e do início do seu ministério (João 1.29-34);
  • Recebimento da unção do Espírito Santo e preparação para o ministério (Mateus 3.16);
  • Afirmação de sua identidade de Filho de Deus e aprovação divina (Mateus 3.17).
  1. O batismo no Espírito Santo

No versículo 11 do nosso texto-base está escrito: “Eu os batizo com água para arrependimento. Mas depois de mim vem alguém mais poderoso do que eu, tanto que não sou digno nem de levar as suas sandálias. Ele os batizará com o Espírito Santo e com fogo”. O batismo com o Espírito Santo é um batismo ministrado por Jesus e que pode ter pelo menos três significados e consequências.

Construa o quadro abaixo de forma participativa com a sua célula. Cite o conceito, faça perguntas para checar a percepção das pessoas e peça para todos para alternarem a leitura dos versículos.

  Versículos Perguntas Conceito
Regeneração Ezequiel 36:26

João 3: 3-6

Você foi regenerado? A regeneração faz parte do que Deus faz por nós no momento da salvação. Seu sentido é muito mais forte do que reforma, renovação ou reorganização. Regeneração pode ser entendida como renascimento. O único meio de regeneração é pela fé na obra consumada de Cristo na cruz.
Santificação Efésios 5:18-21

Gálatas 5:22-23

Você percebe frutos de santificação em sua vida? Santificação é um processo progressivo e contínuo operado por Deus na vida daquele que foi regenerado. No processo da santificação o cristão é ensinado e moldado a viver cada vez mais para Cristo, levando-o a morrer dia após dia para o pecado. Quanto mais espaço é dado ao Espírito Santo na vida do crente, mais condições ele tem de vencer as tentações e as concupiscências de sua velha natureza, tendo seu ser mudado gradualmente.
Capacitação Lucas 4:18

Atos 1:8

1Co 12:7-11

Você percebe dons e capacitação de Deus fluindo através de você? O batismo no Espírito Santo gera para aquele que o recebe a capacitação para o ministério e o poder para ser uma testemunha de Jesus. A manifestação deste batismo ocorre por meio de dons espirituais que capacitam o Corpo de Cristo para realizar a sua obra.

 

CONCLUSÃO

Os três personagens que estudamos hoje, nos trazem ricas lições sobre o batismo:

  • João Batista nos apresenta um batismo de arrependimento, perdão e purificação dos pecados;
  • Jesus, com seu exemplo, ensina a importância do batismo de obediência a Deus e identificação com os pecadores;
  • O Espírito Santo, age em nossa vida gerando um batismo de regeneração, santificação e capacitação.

 

REFLEXÃO E DESAFIOS

  1. Quais desses batismos você já recebeu?
  2. Quais você gostaria de receber?

 

Fechar Menu