Série - abril 17, 2021

Ative seu modo adorador • 11 a 16 de janeiro

Introdução 

Estamos na série Ativação e no último domingo fomos ministrados sobre adoração ativada. A base da pregação foi o episódio em que Jesus foi ungido por uma pecadora na casa de um fariseu. Na lição de hoje iremos resgatar um pouco dessa palavra e nos dedicar aos desafios práticos apresentados. Para tal precisaremos de alguns recursos, sendo a célula presencial ou online:

Equipamento audiovisual para a transmissão de um vídeo;

Folhas de papel em branco;

Lápis ou caneta.

Desenvolvimento

1ª parte*:

*Não invista muito tempo nessa primeira parte da lição. Faça apenas uma breve recapitulação da pregação do último domingo.

Texto-base: Lucas 7.36-50**

**Como recurso didático, utilize o vídeo “A pecadora unge os pés de Jesus”, que encena a história do texto-base e está neste link https://youtu.be/32TFB6t22wk. Se preferir, use este outro vídeo, mais simples, “A Mulher pecadora que ungiu os pés de Jesus – Lc 7 36-50 – O perdão gera o amor”, que encena a mesma história e está neste outro link https://youtu.be/VmPt0haKytc.

Essa história contrasta duas atitudes em relação a Jesus: a da pecadora e a do fariseu; a da adoração e a da religiosidade.

Perguntas:

1. Quais foram as ações da pecadora em relação a Jesus? Será que conseguiríamos apontar todas essas ações apresentadas pelo texto bíblico? Como você as avalia?

2. Quais foram as ações do fariseu em relação a Jesus? Será que conseguiríamos apontar todas essas ações apresentadas pelo texto bíblico? Como você as avalia?

As ações tanto da pecadora quanto do fariseu podem ser apresentadas e comparadas através de um quadro, como o abaixo:

Fariseu

Pecadora

Convidou Jesus para jantar em sua casa (v.36)

Ao saber onde Jesus estava, corajosamente, foi até ele (v.37)

Viu de forma crítica o que a pecadora fez a Jesus (v.39)

Colocou-se atrás de Jesus, a seus pés (v.38)

Duvidou que Jesus fosse um profeta (v.39)

Começou a chorar e a molhar os pés de Jesus com suas lágrimas (v.38)

Não deu água para Jesus lavar os seus pés (v.44)

Enxugou os pés de Jesus com os seus cabelos (v.38)

Não saudou Jesus com um beijo (v.45)

Beijou os pés de Jesus (v.38)

Não ungiu a cabeça de Jesus com óleo (v.46)

Ungiu os pés de Jesus com o perfume (v.38)

No final das contas, a pecadora adorou e o fariseu se apegou à sua religiosidade. O que ativou naquela mulher essa atitude? Na pregação do último domingo, vimos que foram três elementos, sendo que o terceiro foi extraído de um episódio como este, ocorrido com Maria de Betânia (cf. Mateus 26.6-13, Marcos 14.3-9 e João 12.1-11):

1. Uma grande experiência de perdão – “Os muitos pecados dela lhe foram perdoados”;

2. Um grande sentimento de gratidão – “Aquele a quem muito foi perdoado, muito ama” (edição do autor);

3. Um constante cultivo da devoção – “Maria escolheu a boa parte, e esta não lhe será tirada”.

2ª parte***:

***Reserve a maior parte do tempo para essa parte da lição.

Como praticar esses três elementos e, assim, ativar a adoração em nossas vidas? Na mesma pregação foram apresentadas três possibilidades:

1. Uma ministração do perdão de Deus;

2. Uma lista de motivos de gratidão;

3. Um desafio para um tempo devocional diário, na primeira hora do dia.

Vamos praticar um pouco essas três possibilidades?

1. Uma ministração do perdão de Deus

Pegue uma folha de papel em branco e escreva nela, de forma discreta, todos os pecados que você já cometeu e dos quais se lembra. Comece pelos mais marcantes, mas escreva também os mais discretos e rotineiros. Faça a seguinte avaliação:

Como você vê essa lista de pecados? Ela é grande ou pequena? Os pecados são muitos ou poucos?

Como você se vê a partir dessa lista de pecados? Haveria pecados grandes ou pequenos? Haveria como alguém ser mais ou menos pecador do que outro?

Você já sentiu ou sente que os seus pecados representam um grande problema entre você e Deus? Que são como uma dívida entre você e ele?

Você já recebeu, da parte de Deus, o perdão pelos seus pecados? Sua dívida com ele já foi perdoada?

Com convicção de pecado, receba o perdão de Deus! A Bíblia diz que “todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus” (Romanos 3.23), mas também que “justificados (isto é, perdoados) pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo” (Romanos 5.1, com acréscimo do autor).

2. Uma lista de motivos de gratidão

Que tal começarmos a praticar isso agora? Pegue outra folha de papel em branco e escreva nela pelo menos 10 motivos pessoais de gratidão a Deus. Se você se sentir à vontade, compartilhe alguns desses motivos com o grupo.

3. Um desafio para um tempo devocional diário, na primeira hora do dia

O que não for para a sua agenda, não será feito por você;

Pegue outra folha de papel em branco e faça nela uma tabela com as 24 horas de um dia;

À frente de cada horário, escreva os momentos e compromissos que, em geral, fazem parte do seu dia;

Faça ajustes de modo a encontrar 15, 30 ou até 60 minutos para um tempo devocional diário nos primeiros momentos do dia, dependendo de suas possibilidades e maturidade espiritual;

Faça dupla com alguém e se comprometa com essa pessoa a ter esse tempo devocional, prestando contas disso através do envio diário de uma foto que comprove que você o fez;

Orem juntos apresentando a Deus o seu compromisso e pedindo sua ajuda.

Conclusão:

Para que o modo adorador seja ativado em sua vida, é necessário que você faça algo. Os três exercícios praticados hoje são um bom começo. Leve-os para a sua rotina e pratique-os no seu dia-a-dia:

Ao começar o seu tempo devocional, no horário escolhido por você, confesse a Deus os seus pecados e peça perdão por cada um deles;

Logo após, apresente a Deus sua lista de motivos de gratidão. Se assim desejar, faça uma lista de 40 motivos de gratidão todos os dias e apresente-a ao Senhor;

Comprometa-se com o seu tempo devocional diário, com oração e leitura da Bíblia. Apresente a Deus suas necessidades, bem como as de pessoas conhecidas, e se dedique à leitura e meditação de um pequeno texto bíblico. Se precisar de ajuda quanto a isso, comece pelo Evangelho de Marcos e faça o CCM.

Avisos

Série Ativação

Os sistemas que dão vida à igreja já foram ativados na sua vida? É tempo de ensinamentos práticos sobre como se preparar para viver uma espiritualidade ativa, frutífera e poderosa. Participe da nova séria de cultos, que acontecerá aos domingos no mês de janeiro, 10h e 18h, em todas as unidades da Central.

Papo de Gabinete

A verdade não é relativa e nós, filhos de Deus, devemos aprender a combater mentiras e desinformações de maneira bíblica e coerente. Para seguir por esse caminho, a partir de agora, você terá a melhor ajuda possível: Papo de Gabinete, a nova série de vídeos do Pr. Paulo Mazoni. Uma explicação simples e sábia sobre temas polêmicos e delicados. Toda terça, às 19h, no perfil do nosso pastor aqui no Instagram (@paulo.mazoni)

Vox Conference 21 – Verdade & Liberdade

Uma das maiores conferências jovens do Brasil agora divida em 3 experiências extraordinárias ao longo de 2021.Triplique suas orações, sua busca por Deus e as expectativas, será um tempo absolutamente incrível.
Inscrições em
www.central.online/voxconference21