Série - dezembro 09, 2022

Ame os inimigos • 31 de outubro a 05 de novembro

CÉLULA: 31 de outubro a 05 de novembro

INTRODUÇÃO

Na semana passada conversamos sobre o profeta Jonas e aprendemos muito sobre estar na presença de Deus e caminhar no centro da sua vontade. Descobrimos que algumas crises que enfrentamos estão ligadas à nossa desobediência e que fugir da missão é também fugir da presença de Deus.

A história de Jonas nos ensina muito sobre o termômetro da nossa caminhada espiritual e nos desafia a andar em intimidade com Deus e confiança. Hoje vamos dar continuidade ao livro de Jonas e aprender como termina essa história.

QUEBRA-GELO

Faça um pequeno quiz sobre o livro de Jonas e veja quem conhece mais informações e curiosidades sobre esse livro tão rico do A.T.

NO VENTRE DO PEIXE

No capítulo 1 de Jonas aprendemos que o profeta foi enviado por Deus para pregar à cidade de Nínive, mas escolheu fugir da presença do Senhor embarcando em um navio rumo a Társis. Uma forte tempestade veio por causa da desobediência do profeta e, o próprio Jonas, orientou os marinheiros que o jogassem ao mar.

Ao cair no mar, ele foi engolido por um grande peixe e ficou três dias e três noites no ventre deste animal. Lá ele refletiu sobre suas escolhas e orou arrependido:

“Quando a minha vida já se apagava, eu me lembrei de ti, Senhor, e a minha oração subiu a ti, ao teu santo templo.” Jonas 2:7

No estudo de hoje, vamos conhecer a segunda chance de Jonas e a maravilhosa salvação operada por Deus aos ninivitas. Mas antes de seguirmos em frente, cada um de nós precisa parar para refletir sobre nossas escolhas diante de Deus.

Pode ser que você esteja com sua vida paralisada, você olha para todos os lados e tudo está escuro e sem saída. Você não se lembra bem como entrou onde está agora e não consegue ver perspectivas. Talvez você se sinta aprisionado, aflito, à beira da morte, como Jonas descreveu no capítulo 2.

Se você tem a sensação de estar no ventre do grande peixe, está na hora de você se arrepender diante de Deus, clamando pelo socorro do Senhor em oração. Reconheça sua condição e peça ajuda a Deus.

Momento de oração: peça aos presentes para lerem juntos o capítulo 2 do livro de Jonas, em que ele descreve sua angústia, bem como sua oração e pedido de socorro. Desafie os presentes que estão com suas vidas paralisadas diante de Deus a se arrependerem, reconhecerem que estão fugindo de Deus e pedirem ajuda por meio de um clamor. Promova um tempo de oração, arrependimento e consagração!

PROFETA CONTRARIADO

Após passar por uma grande tempestade e por três dias no ventre do peixe, Jonas decide obedecer a Deus. Mesmo obedecendo, não é difícil perceber que Jonas estava contrariado:

E Jonas obedeceu à palavra do Senhor e foi para Nínive. Era uma cidade muito grande; demorava-se três dias para percorrê-la. Jonas entrou na cidade e a percorreu durante um dia, proclamando: “Daqui a quarenta dias Nínive será destruída”. Jonas 3:3,4

O relato bíblico mostra que Jonas não estava empolgado e disponível para a missão. Ele deveria ter gastado três dias andando dentro da cidade para atingir sua população, mas ficou apenas um dia. Além disso, ele se restringiu a repetir mecanicamente uma frase de 7 palavras. Ele não aprofundou, não apresentou os motivos, não explicou, não deu chance de arrependimento, apenas proferiu uma sentença predeterminada. Mas não para por aí:

Mas Jonas ficou profundamente descontente com isso e enfureceu-se. Ele orou ao Senhor: “Senhor, não foi isso que eu disse quando ainda estava em casa? Foi por isso que me apressei em fugir para Társis. Eu sabia que tu és Deus misericordioso e compassivo, muito paciente, cheio de amor e que promete castigar, mas depois se arrepende. Agora, Senhor, tira a minha vida, eu imploro, porque para mim é melhor morrer do que viver”. Jonas 4:1-3

No capítulo 4 Jonas deixa clara a sua irritação e diz que prefere morrer do que ver os ninivitas sendo salvos. O profeta explica sua motivação por ter fugido, pois desde o início da missão, sabia que o intuito de Deus era perdoar e não executar juízo sobre aquele povo.

Jonas era um profeta e um pregador da palavra, ele não deveria ter ficado feliz com o resultado da sua pregação? Imagine se um pastor prega uma mensagem e, ao final, uma multidão se arrepende e muda de vida. Esse pastor ficaria feliz ou triste? Então porque Jonas reage dessa forma?

Pergunta: Porque, em sua opinião, Jonas fica tão contrariado com a salvação dos ninivitas?

Nínive era uma cidade grande, capital da Assíria. O império assírio havia conquistado muitas nações ao redor, eram um povo bastante militarizado e são apontados pelos historiadores como os responsáveis por desenvolver o primeiro exército organizado do mundo. Por meio de muitas guerras, os assírios chegaram a ter um vasto território e submeteram algumas nações ao seu domínio. Eles eram conhecidos por práticas de crueldade contra os inimigos capturados, como mutilações, decapitações e empalamento.

Além de ser um povo extremamente temido e violento, os assírios eram politeístas, ou seja, adoravam várias divindades e realizavam diversos cultos pagãos em suas cidades. Resumindo, eram o principal inimigo de Israel na época de Jonas. As conquistas assírias, seu modo de vida, sua fé e seus costumes afetavam e impactavam a vida de Jonas, sua família e seu povo. Provavelmente, era esse o motivo pelo qual Jonas não queria que eles fossem salvos.

Olhando para nós hoje, temos pessoas, grupos e povos ao nosso redor que têm crenças, costumes e modos de vida contrários à palavra de Deus. Esses grupos ameaçam nossa fé e nossas famílias. Diante dessas pessoas, como tem sido nossa atitude? Será que ficamos irritados com eles? Fugimos de nos aproximar deles e de pregar para essas pessoas?

Pergunta: Existem pessoas ou grupos de pessoas que te deixam irritados? Você fica contrariado com a salvação delas?

AME OS INIMIGOS

Jesus nos ensina a amar os nossos inimigos, ou seja, amar as pessoas diferentes de nós, as pessoas que nos ameaçam e nos causam dano. Amar quem nos ama, amar os nossos iguais, é fácil. Difícil é amar, respeitar e querer o bem dos nossos inimigos.

“Vocês ouviram o que foi dito: ‘Ame o seu próximo e odeie o seu inimigo’. Mas eu lhes digo: Amem os seus inimigos e orem por aqueles que os perseguem, para que vocês venham a ser filhos de seu Pai que está nos céus. Porque ele faz raiar o seu sol sobre maus e bons e derrama chuva sobre justos e injustos. Se vocês amarem aqueles que os amam, que recompensa receberão? Até os publicanos fazem isso! Mateus 5:43-46

Jesus mostra que, pela graça comum, justos e injustos estão debaixo de bençãos de Deus, como o sol e a chuva. As pessoas não fazem por merecer, mas mesmo assim Deus as presenteia com o sol e a chuva, entre outras dádivas. Deus pacientemente permite que as pessoas vivam suas vidas e colham as consequências das suas escolhas, dando a elas a chance de se arrependerem.

Para Deus, o maior objetivo da palavra e da ação dele na vida das pessoas é a salvação. O Senhor não olha nossa vida, os reinos deste mundo e os fatos históricos preocupado com o tempo presente. Deus é o motor da história e está conduzindo a humanidade para a volta de Jesus e o grande julgamento. O que estamos vivendo agora é apenas preparação para a eternidade e o foco de Deus, sem dúvida, está na eternidade.

Mas o Senhor lhe disse: “Você tem pena dessa planta, embora não a tenha podado nem a tenha feito crescer. Ela nasceu numa noite e numa noite morreu. Contudo, Nínive tem mais de cento e vinte mil pessoas que não sabem nem distinguir a mão direita da esquerda, além de muitos rebanhos. Não deveria eu ter pena dessa grande cidade? “ Jonas 4:10,11

Enquanto Jonas estava preocupado com um detalhe insignificante, Deus estava atento à salvação de mais de cento e vinte mil pessoas. Deus continua interessado na salvação das pessoas e está guiando a história da humanidade nessa direção. Deus está à procura de filhos e profetas que sejam capazes de anunciar sua palavra às pessoas e estejam dispostos a amar os seus inimigos.

Pergunta: O que te deixa mais feliz? Que as coisas aconteçam do seu jeito ou que as pessoas sejam salvas?

MARAVILHOSA SALVAÇÃO

A salvação dos ninivitas é um grande choque para o povo judeu, pois eles consideravam que uma pessoa ou um povo só poderiam ser aceitos por Deus se observasse suas leis e costumes. O que vimos em Jonas capítulo 3 é que pela fé toda a cidade de Nínive foi salva de um grande juízo que Deus estava para executar.

Os ninivitas creram em Deus. Proclamaram jejum, e todos eles, do maior ao menor, vestiram-se de pano de saco. Quando as notícias chegaram ao rei de Nínive, ele se levantou do trono, tirou o manto real, vestiu-se de pano de saco e sentou-se sobre cinza. Deus viu o que eles fizeram e como abandonaram os seus maus caminhos. Então Deus se arrependeu e não os destruiu como tinha ameaçado. Jonas 3: 5, 6 e 10

O texto diz que os ninivitas creram em Deus e, como resultado da sua fé, deram fruto de arrependimento com oração, jejum e abandono dos maus caminhos. Sem observar nenhum ritual judaico, eles creram na palavra de Deus liberada pelo profeta e foram salvos. Veja essa afirmação de Jesus:

Ele respondeu: “Uma geração perversa e adúltera pede um sinal miraculoso! Mas nenhum sinal lhe será dado, exceto o sinal do profeta Jonas. Pois assim como Jonas esteve três dias e três noites no ventre de um grande peixe, assim o Filho do homem ficará três dias e três noites no coração da terra. Os homens de Nínive se levantarão no juízo com esta geração e a condenarão; pois eles se arrependeram com a pregação de Jonas, e agora está aqui o que é maior do que Jonas. Mateus 12:39-41

A salvação é um presente conquistado por Jesus na cruz. Ele ficou três dias morto, assim como Jonas ficou três dias na barriga do peixe, mas no terceiro dia ressuscitou. Da mesma forma que os ninivitas creram na mensagem de Jonas, aqueles que creem em Jesus encontrarão arrependimento e salvação.

Jesus pagou um alto preço para que todos nós pudéssemos ter acesso à vida e à eternidade com Deus. Não importa se você é uma pessoa bacana, piedosa, segue bons costumes e uma boa religião; ou se você vive uma

vida louca, desregrada, repleta de maldades, vícios e idolatrias. Para todas as pessoas, a única maneira de ser salvo é por meio da fé em Jesus Cristo. É chocante, está disponível a todos, mas infelizmente será rejeitada por muitos.

Apelo e oração: Você crê na loucura do evangelho? Tanto você que se considera uma pessoa boa, quanto você que se considera uma pessoa sem solução, entendem que somente pela fé em Jesus você pode ser salvo e ter uma nova história?

Querido Líder, faça perguntas claras e confrontadoras às pessoas. Não ligue de ser tosco e direto como Jonas foi, não é você quem convence as pessoas, mas sim o Espírito Santo. O importante é mostrar que todos estamos no mesmo barco. Que todos os tipos de pessoas precisam de Jesus, do seu perdão e de serem transformados. A verdadeira esperança do mundo é o evangelho. Conduza um momento direto de apelo e oração. Desafie todos os presentes a orarem como você uma oração de entrega e rendição.

“Senhor, eu compreendo que preciso de ti. Sei que pela minha justiça própria não consigo ser salvo. Perdoe os meus pecados e me transforme. Te entrego o controle da minha história. Em nome de Jesus, amém!”

AVISOS

Imersão com Deus l 19 e 20 de novembro

Um final de semana especial onde você poderá experimentar a presença de Deus de forma única. Ao final do retiro, acontecerá o batismo. Inscrições abertas até 16/11, no site da Central.

Culto da Família l Em todas das unidades Domingo, 6 de novembro, 10h e 18h.

Todas as famílias da Central estão convocadas para esse tempo de aprendizado, unidade e celebração do amor que nos conecta. Importante: não esquecem de vir com as roupas combinando, mostrem ao mundo sintonia de vocês.

Especialmente na Central Luxemburgo, receberemos o Pr. Josué Gonçalves, uma referência no assunto, nos cultos da manhã e da noite.

Conferência de Mulheres Permanecer 4 e 5 de novembro

Os ingressos já estão no 2° lote e você ainda pode garantir o seu lugar nesses dias inesquecíveis. Em todas as fases da vida, mulheres que permanecem em Deus frutificam, seja ativada para viver essa promessa.

Preletores: Ana Claudia, Paulo Mazoni, Ariane, Val Gonçalves, Cassiane e Mônica Figueira. Ingressos no site da Central.

Musical de Natal 2022 l Inscrições abertas para o elenco infantil

A Central de Artes está com inscrições abertas para crianças da Central da Criança que queiram participar do Musical de Natal 2022, que acontecerá de 17 a 20 de dezembro.

Coral: meninos e meninas do 2o ao 4o ano.

Teatro: meninos e meninas do 2o ao 6o ano (haverá uma seleção prévia).

Dança: meninas do 1o ao 6o ano.

Inscrições e mais informações:

www.central.online/musicaldenatal22