Série - outubro 22, 2021

A ressureição de Cristo • 05 a 10 de abril

 

INTRODUÇÃO

Acima do Natal, a Páscoa é a primeira e maior festa cristã. Comemora o fato de que Jesus não apenas morreu na cruz por nossos pecados, mas também ressuscitou! Se tivesse apenas morrido, seria um mártir. Porque morreu e ressuscitou, é Senhor e Cristo.

Apesar de a morte de Jesus, atualmente e no desenvolvimento da história da Igreja, ser mais mencionada e valorizada do que a ressurreição, isso não está correto. A ênfase do testemunho da Igreja primitiva estava na ressurreição de Jesus e não em sua morte.

QUEBRA-GELO

Você está preparado para o Quiz Sobre a Páscoa? Peça para os presentes responderem as perguntas abaixo, contendo curiosidades sobre a Páscoa. A cada rodada, anote quem acertou a resposta. Quem acertar mais é o vencedor.

Curiosidade Sobre a Páscoa Resposta Ganhador
Em que contexto aconteceu a primeira celebração da Páscoa? Quando os Hebreus comeram o cordeiro pascal, antes de serem libertos do Egito (Êxodo 12)
A palavra Páscoa vem do hebraico: Pessach. Qual o seu significado original? A palavra Pessach, em hebraico, significa passagem
O que a Páscoa judaica celebra e quantos dias dura a celebração? A Páscoa judaica, celebrada por oito dias, comemora o êxodo do israelitas do Egito, ou seja, a “passagem” da escravidão para a liberdade.
O que a Páscoa cristã celebra? A Páscoa cristã registra a morte e celebra a ressurreição de Jesus.
Em qual festividade do calendário judaico ocorreu a morte e ressurreição de Jesus? Jesus morreu e ressuscitou durante as festividades da Páscoa Judaica.
Quais as principais correlações entre a Páscoa judaica e a cristã? Jesus é o verdadeiro cordeiro pascoal que livra o seu povo da morte eterna. Por meio da fé na morte e ressurreição de Cristo “passamos” da escravidão para a liberdade.
Por onde Jesus passou no intervalo entre sua morte e ressurreição? “Sou aquele que vive. Estive morto mas agora estou vivo para todo o sempre! E tenho as chaves da morte e do Hades”. Apocalipse 1:18

 

DESENVOLVIMENTO

Jesus não apenas morreu na cruz por nossos pecados. Ele também ressuscitou! E é disso que trata, verdadeiramente, a Páscoa Cristã. Apesar de a morte de Jesus ser mais mencionada e valorizada em nossos dias do que a sua ressurreição, a ênfase do testemunho da Igreja primitiva estava na ressurreição de Jesus.

O texto de Atos 1.22, referindo-se ao fato de os apóstolos estarem à procura de um homem que substituisse Judas Iscariotes no grupo, diz: “É necessário que um deles seja conosco testemunha de sua ressurreição”. Em sua grande primeira pregação, em Atos 2.24,32, Pedro disse: “Deus o ressuscitou dos mortos, rompendo os laços da morte, porque era impossível que a morte o retivesse. (…) Deus ressuscitou este Jesus, e todos nós somos testemunhas desse fato”. Também em Atos 4.33, está escrito: “Com grande poder os apóstolos continuavam a testemunhar da ressurreição do Senhor Jesus”.

Pergunta: Por que a ressurreição de Jesus foi considerada tão importante pela Igreja primitiva? Quais os seus significados e consequências?

  1. A ressurreição de Jesus valida o seu sacrifício na cruz

 “Se Cristo não ressuscitou, é inútil a nossa pregação, como também é inútil a fé que vocês têm. (…) Se Cristo não ressuscitou, inútil é a fé que vocês têm, e ainda estão em seus pecados”. 1Coríntios 15.14,17

O que Paulo quis dizer com esse texto? Paulo quis dizer que a ressurreição de Jesus é o que autentica e valida o seu sacrifício, ou seja, se Jesus não tivesse ressuscitado dos mortos, sua morte na cruz teria sido inútil.

A ressurreição era uma seqüência necessária à morte. Nesse sentido, Romanos 4.25 diz: “Ele foi entregue à morte por nossos pecados e ressuscitado para nossa justificação”. A palavra justificação é sinônima de “salvação” e se refere a, em Cristo, sermos declarados justos por Deus.

Não apenas a obra de Jesus foi validada pela sua ressurreição. De acordo com o apóstolo Paulo, sua identidade como Filho de Deus também o foi. Ele escreveu, em Romanos 1.4: ”Mediante o Espírito de santidade foi declarado Filho de Deus com poder, pela ressurreição dentre os mortos: Jesus Cristo, nosso Senhor”.

  1. A ressurreição de Jesus possibilita uma nova vida ao crente

 O experimentar de uma nova vida em Cristo só é possível porque Ele ressuscitou dos mortos. Romanos 6.4-5 diz:

“Fomos sepultados com ele na morte por meio do batismo, a fim de que, assim como Cristo foi ressuscitado dos mortos mediante a glória do Pai, também nós vivamos uma vida nova. Se dessa forma fomos unidos a ele na semelhança da sua morte, certamente o seremos também na semelhança da sua ressurreição”;

Para Pedro, o cristão só pôde ser regenerado, ou seja, nascer de novo, por causa da ressurreição de Jesus:

“Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo! Conforme a sua grande misericórdia, ele nos regenerou para uma esperança viva, por meio da ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos”. 1Pedro 1.3.

  1. A ressurreição de Jesus assegura a ressurreição do último dia

A ressurreição do último dia, de acordo com Paulo, em 1Coríntios 15.51-55, significará a vitória final e definitiva de Cristo sobre a morte e o pecado.

“Por seu poder, Deus ressuscitou o Senhor e também nos ressuscitará”. 1Coríntios 6.14.

“Sabemos que aquele que ressuscitou o Senhor Jesus dentre os mortos, também nos ressuscitará com Jesus”. 2Coríntios 4.14.

Os filhos de Deus ressuscitarão em um corpo incorruptível, sem pecado e sem possibilidade do pecado, e os que estiverem vivos também receberão esse corpo. Assim, não haverá mais oportunidade para a morte e o pecado entre os filhos de Deus.

“Pois, dada a ordem, com a voz do arcanjo e o ressoar da trombeta de Deus, o próprio Senhor descerá dos céus, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro”. 1Tessalonicenses 4.16.

Pergunta: Você crê na ressurreição de Jesus?

  • Da fé nessa ressurreição depende sua salvação, ou seja, não basta crer apenas que Jesus morreu por você. Ele morreu e ressuscitou;
  • Da fé nessa ressurreição depende sua santificação, ou seja, é essa vitória de Jesus sobre o pecado que te possibilita vencer o pecado hoje;
  • Da fé nessa ressurreição dependerá o seu futuro, pois Cristo foi a primeira das ressurreições dos filhos de Deus;
  • Da fé nessa ressurreição, surgirá uma grande alegria e desejo de celebrar em seu coração! Ele venceu a morte e o pecado!