Série - outubro 26, 202021 dias de jejum e oração

A Oração Sarcedotal de Jesus

Série - outubro 26, 2020

A Oração Sarcedotal de Jesus

INTRODUÇÃO

Essa semana começamos um período muito especial de jejum e oração. Para aproveitarmos ao máximo estes dias, faremos mais um estudo em nossas células sobre a oração. A lição será bastante participativa, com preciosos momentos para conversas e compartilhamentos, além de exercícios práticos de oração uns pelos outros. 

Desafiamos você e sua célula a se envolverem com a gente nestes 21 dias de jejum e oração. Participe e confira o cronograma que vamos seguir. Fique ligado no calendário abaixo e nas orientações sobre estes 21 dias de jejum e oração. Envolva toda sua célula neste propósito!

Foco Sobre o que orar
Semana 1 – Jejum até as 9h Avivamento, renovação e
fortalecimento pessoal
Arrependimento, cura, restauração,
busca pelo Espírio Santo, etc.
Semana 2 – Jejum até as 12h Busca pelo milagre Família, finanças, problemas no
emprego, enfermidades, crises, etc.
Semana 3 – Jejum até as 18h Orando por conquistas Brasil, DNA, Igreja, células,
avivamento, batalha espiritual,
salvação, crescimento, multiplicação,
etc.


Rotina de oração:
ore diariamente e prepare-se para momentos especiais de intercessão na célula. Aprenderemos sobre oração e oraremos uns pelos outros.

Oração nas unidades: nos reuniremos em todas as unidades, de segunda a sexta, para orar das 6h às 7h30 da manhã. Faça um esforço para que possamos orar juntos e desfrutar do poder da oração da concordância, mas caso não consiga participar siga orando em casa.

Períodos de jejum: una-se a toda igreja em jejum. Na primeira semana, até às 9h. Na segunda semana, até às 12h e, na terceira semana, até às 18h.

24h de oração: teremos também as 24h de oração, onde cada pessoa poderá se comprometer em orar durante um período ou mais durante esses 21 dias. Clique aqui e marque no calendário os dias e horários no quais você vai participar. 

QUEBRA-GELO E ORAÇÃO

Na semana passada fizemos na célula uma caixinha de oração onde cada um colocou os seus pedidos. Hoje vamos retomar essa caixinha e teremos um momento para trabalhar com ela.

  • Peça para cada um abrir o link acima e leiam juntos as orientações da campanha de 21 dias de jejum e oração.
  • Veja se alguém tem dúvidas e transmita as orientações necessárias.
  • Desafie cada um a escolher um horário para participar das 24h de oração.
  • Pegue a caixinha de oração da célula e veja se todos colocaram os pedidos na semana anterior. Dê oportunidades para que novos pedidos sejam acrescentados.
  • Tenham um tempo de oração uns pelos outros e veja se alguém já tem um testemunho para compartilhar. 

O QUE É A ORAÇÃO SACERDOTAL?

Para aprender sobre oração nestes dias e inspirar a cada um de nós, vamos olhar para a vida daquele que foi o maior exemplo de jejum e oração que conhecemos: Jesus! Se Jesus, sendo filho de Deus, dedicou tanto tempo da sua vida terrena ao jejum e à oração, ele com certeza estava querendo nos ensinar algo. Jesus deu uma forte ênfase do seu tempo e do seu ensino a esta temática e, se queremos ser discípulos parecidos com Jesus, devemos olhar para suas prioridades a fim de imitá-lo.

A oração sacerdotal é o trecho mais longo de uma oração de Jesus registrada nas escrituras. É uma oração muito profunda e poderosa, proferida por Jesus instantes antes de começar o período do seu ministério conhecido como “Paixão”.  Você já parou para pensar porque essa oração recebe o nome de Oração Sacerdotal?

Na tradição do Antigo Testamento, o sacerdote fazia sacrifícios pelo povo e intercedia por eles diante de Deus. Aqui vemos Jesus intercedendo e se preparando para sua morte. Essa oração recebeu o nome de oração sacerdotal porque nela Jesus se coloca diante de Deus em nosso favor, ao mesmo tempo como sacerdote e como oferta propiciatória. Vamos ver o que Jesus ora ao Pai neste momento tão importante? 

 

JESUS ORA POR SI MESMO

Leiam João 17: 1-5.

Neste trecho introdutório da oração, Jesus fala claramente sobre a sua relação com o Pai. Quando nós oramos, Deus espera que a gente, aos poucos, cresça em intimidade com Ele. Reflitam juntos sobre estes versos e conversem sobre as questões abaixo:

  • O que estes versos te mostram sobre a relação de Jesus com Deus?
  • Qual obra Jesus veio realizar na terra? Com qual sentimento Jesus fala sobre essa obra?
  • Sobre qual glória Jesus se refere? Porque ele fala em recebê-la de volta?
  • Dê oportunidade para cada pessoa presente compartilhar: Como é a sua relação com Deus?
  • Dê oportunidade para cada pessoa presente compartilhar: Como a obra que Jesus realizou interfere na sua vida?

JESUS ORA POR SEUS DISCÍPULOS

Leiam João 17: 6-19.

Após orar por si mesmo, Jesus ora pelos seus discípulos. Ao longo dos últimos anos, Jesus havia caminhado tão próximo daqueles homens. Tinha ensinado a eles tantas coisas e transmitido a eles seu coração. Agora Jesus estava partindo de volta ao Pai e nesta oração ele apresenta os pedidos que julgou mais importantes em favor dos seus amigos. 

  • Segundo essa oração, o que faz de alguém um discípulo de Jesus (principalmente nos versos 6 ao 8)?
  • Você se encaixa bem nestas especificações de um discípulo de Jesus?
  • Quais foram os pedidos que Jesus fez em favor dos seus discípulos?
  • Você já fez orações semelhantes, intercedendo por pessoas que você quer bem ou por pessoas que você está discipulando?
  • Porque é esperado que haja um conflito entre o evangelho e o mundo?
  • Desde que você começou a andar com Jesus, sua vida gerou algum tipo de confronto com os valores do mundo?

Se você é um discípulo de Jesus, saiba que esses pedidos do mestre são importantes para guardar sua vida hoje. Se você está envolvido na linda obra que Jesus nos confiou, saiba que os princípios dessa oração são importantes para que você cubra, como intercessor, os seus próprios discípulos.

JESUS ORA POR TODOS OS CRENTES

Leiam João 17: 20-26.

Antes de finalizar sua linda oração, Jesus ora por todos aqueles que creriam nele no futuro. É isso mesmo! Você sabia que Jesus fez essa oração por mim e por você? Ele sabia que a mensagem conhecida como Evangelho (Boa Notícia) se espalharia. Jesus sabia que todos os continentes da Terra saberiam sobre as boas novas. Jesus sabia que seu nome dividiria a História entre Antes e Depois de Cristo. Por isso, antes mesmo de ser glorificado, Jesus ora por todos que creriam nele por meio da mensagem da salvação.

O que estes versos da oração nos ensinam a respeito da expressão usada por Jesus sobre “ser um”

Porque é importante “ser um” com Ele? Você tem experimentado isso em seu dia a dia?

Porque é importante “ser um” uns com os outros? Como está sua conexão com a Igreja Local e com outros irmãos?

VAMOS COLOCAR EM PRÁTICA

Jesus deixa muito claro nesta oração o seu desejo de que a mensagem da salvação fosse anunciada por seus discípulos. O Filho concluiu sua obra e glorificou o Pai. Quando nós, que somos seus discípulos, entendemos o coração de Jesus, cada um de nós dará continuidade ao processo. Anunciaremos a mensagem da salvação, a melhor notícia de todos os tempos. Além de anunciar, também vamos orar pelas pessoas, cobrindo-as de intercessão, como Jesus fez.

Na semana do dia 19 a 24 de agosto, teremos a primeira rodada do “Dia do Amigo” do semestre. Cada célula fará uma reunião especial para receber seus convidados. Hoje vamos começar a preparar o “Dia do Amigo”, seguindo a inspiração que Jesus deixou:

  1. Faça junto com os presentes uma lista contendo nomes de pessoas para as quais vocês querem anunciar a mensagem da salvação (se possível, coloquem pedidos específicos de oração por essas pessoas)
  2. Como Jesus fez, tenham agora mesmo um tempo de oração para que essas pessoas recebam a mensagem e estejam em unidade com Jesus e seu Corpo. 
Fechar Menu