Série - dezembro 03, 2022

A conversão a Cristo – 30 de maio a 04 de junho

A CONVERSÃO A CRISTO
CÉLULA: 30 de maio a 04 de junho

LANÇANDO ALICERCES
Começamos na semana passada a série ALICERCE, que é uma continuidade da série ALCANCE. Nosso objetivo agora é consolidar os novos na fé que o Senhor tem nos dado, além
de desafiar as pessoas maduras das nossas células a usarem toda a sua bagagem para lançar os alicerces para a edificação daqueles que estão no início na jornada. Na primeira lição fizemos uma espécie de classificação separando as pessoas da sua célula em dois grupos principais:

1-Novos na fé, rebanho que necessita estar sob cuidados e orientação.
2-Discípulos maduros, chamados por Cristo para pastorear o rebanho.

Caso não tenha feito esse processo, abra o seu célula.in e veja a listagem completa de visitantes, frequentadores e membros da sua célula. Lance o nome de cada um deles na tabela abaixo:

Coloque o nome de cada pessoa da sua célula em uma das colunas abaixo:

OVELHA – Novo na fé CO-PASTOR – Maduro na fé

 

Definir quem é quem será crucial para os encontros e aplicações da série ALICERCE. Em cada encontro, procure envolver as pessoas de acordo com a fase da caminhada em que se encontram. Utilize a tabela acima para formar duplas ou trios, colocando pessoas da coluna da esquerda junto com pessoas da coluna da direita. Apresente o MANUAL DE CONSOLIDAÇÃO – em anexo – para os mais maduros da sua célula e desafie-os a marcar encontros com os novos, a fim de estudarem juntos o material. Os encontros podem ser presenciais ou online, em duplas ou em grupos um pouco maiores. O mais importante é que os novos sejam ensinados e que os maduros possam servir a Deus de forma mais intensa. Será uma grande oportunidade de lançar os ALICERCES. INTRODUÇÃO Nas aulas de legislação de trânsito da autoescola temos a oportunidade de aprender sobre o conceito de conversão. De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, conversão é um movimento em ângulo, à esquerda ou à direita, de mudança da direção original do veículo. Há placas que indicam a possibilidade ou a obrigatoriedade de se virar à direita. Outras informam que virar à esquerda é proibido. E há ainda algumas que apontam a possibilidade de se fazer um retorno. Essas últimas são muito úteis especialmente quando um erro de percurso precisa ser corrigido. Nesses casos, uma conversão de 180 graus pode ser necessária.

Pergunta: Você já vivenciou a experiência de, no trânsito, ter cometido um erro de percurso e necessitar fazer um retorno?

A conversão a Cristo é semelhante a se fazer um retorno no trânsito. Indo em uma direção, de repente, concluímos que estamos no caminho errado. Nessas ocasiões, a placa que aponta a possibilidade de mudança de trajeto é o Evangelho de Jesus, registrado na Bíblia Sagrada. Nele, encontramos palavras que nos orientam a como fazer essa conversão em nossas vidas.

Pergunta: Se você já se converteu a Cristo, em que momento de sua história concluiu que estava na direção errada?

DESENVOLVIMENTO:

A conversão a Cristo é constituída por dois importantes elementos:

1. A fé em Jesus;

2. O arrependimento dos pecados.

Pode ser, então, representada pela seguinte equação: Conversão a Cristo = Fé em Jesus + Arrependimento dos Pecados

1. A Fé em Jesus

Pergunta: Para você, o que é fé?

Os brasileiros em geral pensam que crer em Jesus é acreditar que ele existe e que sua história é verdadeira. Isso não está errado, mas é incompleto. Crer é mais do que acreditar. Crer é confiar.

Fé é confiança que gera entrega. Ter fé em Jesus é confiar nele a ponto de se entregar em seus braços. Não basta dizer que confia. É necessário ter a ação da entrega. Está escrito no Salmo 37.5: Ponha a sua vida nas mãos do Senhor, confie nele, e ele o ajudará. Você é uma pessoa de fé?

Dinâmica: Diga aos participantes para formarem duplas com pessoas próximas: homem com homem, mulher com mulher. Cada dupla deve se colocar em pé, uma pessoa atrás da outra, a um braço de distância. Os que estão à frente devem soltar os corpos para trás e os que estão atrás devem segurá-los, impedindo-os de cair ao chão. Feito isso, peça às duplas para inverterem as posições e fazerem o exercício novamente. Tendo compreendido basicamente o conceito de fé, perguntasse: porquê crer em Jesus? O que faz dele alguém tão especial?

Pergunta: Quem é Jesus para você?

De acordo com a Bíblia Sagrada, Jesus de Nazaré, o Cristo, como Deus e homem, é a conexão entre Deus e os seres humanos. Paulo de Tarso, apóstolo de Jesus e autor inspirado de alguns livros da Bíblia, escrevendo ao seu filho na fé, Timóteo, afirmou: Existe um só Deus e uma só pessoa que une Deus com os seres humanos – o ser humano Cristo Jesus, que deu sua vida para que todos fiquem livres dos seus pecados, 1Timóteo 2.5-6. Sobre isso, o próprio Jesus disse: Eu sou o caminho, a verdade e a vida; ninguém pode chegar até o Pai a não ser por mim, João 14.6 Assim, a razão da fé em Jesus é que ele é a única maneira de a humanidade restabelecer um relacionamento com Deus, o que a Bíblia chama de salvação.

“Qual a necessidade disso?” – alguém poderia perguntar. “Não somos todos filhos de Deus?”. A resposta para esta última pergunta, infelizmente, é não. Por causa do pecado, os seres humanos perderam o acesso a Deus. O apóstolo Paulo afirmou: Todos pecaram e estão afastados da presença gloriosa de Deus, Romanos 3.23. E em Jesus está a solução para esse grande problema. A fé em Jesus nos faz filhos de Deus e nos aproxima dele novamente. João, um dos doze apóstolos de Jesus, escreveu em seu Evangelho: Alguns creram nele e o receberam, e a estes ele deu o direito de se tornarem filhos de Deus, João 1.12.

2. O arrependimento dos pecados.

Pergunta: Para você, o que é arrependimento? Quais as diferenças entre arrependimento e remorso?

A maioria das pessoas compreende o arrependimento como um sentimento. Quando alguém faz algo errado, pode dizer: “Estou tão arrependido por ter feito isso”, significando que está triste pelo erro cometido. Esse conceito não está completamente equivocado, mas não é exato, do ponto de vista da Bíblia Sagrada.

No grego antigo, língua em que foi originalmente escrito o Novo Testamento, a palavra correspondente a arrependimento é metanoia. Ela pode ser dividida em duas partes: meta e noia. O prefixo meta, também presente na palavra metamorfose, pode significar transformação, mudança. Já noia, como em paranoia, significa mente. Assim, metanoia significa transformação na mente ou mudança de mentalidade. O apóstolo Paulo aborda esse conceito em uma de suas cartas: Não vivam como vivem as pessoas deste mundo, mas deixem que Deus os transforme por meio de uma completa mudança da mente de vocês, Romanos 12.2.

De acordo com Paulo, a mudança da mente promove uma transformação da vida. Isso é arrependimento. O apóstolo Paulo nos dá um exemplo dessa transformação da vida em sua carta à Igreja de Éfeso: “Abandonem a velha natureza de vocês, que fazia com que vocês vivessem uma vida de pecados e que estava sendo destruída pelos seus desejos enganosos. É preciso que o coração e a mente de vocês sejam completamente renovados. Vistam-se com a nova natureza, criada por Deus, que é parecida com a sua própria natureza e que se mostra na vida verdadeira, a qual é correta e dedicada a ele. Por isso não mintam mais. Que cada um diga a verdade para o seu irmão na fé, pois todos somos membros do corpo de Cristo. Se vocês ficarem com raiva, não deixem que isso faça com que pequem e não fiquem o dia inteiro com raiva. Não dêem ao Diabo oportunidade para tentar vocês. Quem roubava, que não roube mais, porém comece a trabalhar a fim de viver honestamente e poder ajudar os pobres. Não digam palavras que fazem mal aos outros, mas usem apenas palavras boas, que ajudam os outros a crescer na fé e a conseguir o que necessitam, para que as coisas que vocês dizem façam bem aos que ouvem. E não façam com que o Espírito Santo de Deus fique triste. Pois o Espírito é a marca de propriedade de Deus colocada em vocês, a qual é a garantia de que chegará o dia em que Deus os libertará. Abandonem toda a amargura, todo ódio e toda raiva. Nada de gritarias, insultos e maldades! Pelo contrário, sejam bons e atenciosos uns para com os outros. E perdoem uns aos outros, assim como Deus, por meio de Cristo, perdoou vocês.” Efésios 4.22-32.

Pergunta: Quais palavras e expressões, nesse texto, falam sobre arrependimento?

Arrependimento é o abandono da vida de pecados. Entretanto, algo muito importante precisa ser esclarecido: não é o arrependimento dos pecados que gera a fé em Cristo para a salvação, mas sim a fé que promove o arrependimento. Uma pessoa não é salva por ter uma vida correta e agradável a Deus. Não. Ela é salva por crer em Jesus Cristo e essa fé a leva a se arrepender dos seus pecados. Aos Efésios Paulo escreveu: Pela graça de Deus vocês são salvos por meio da fé. Isso não vem de vocês, mas é um presente dado por Deus. A salvação não é o resultado dos esforços de vocês; portanto, ninguém pode se orgulhar de tê-la, Efésios 2.8-9.

Por outro lado, outra coisa também precisa ser esclarecida: a verdadeira fé em Cristo promove o arrependimento. Assim como não há arrependimento sem fé, também não há fé sem arrependimento. São dois lados de uma mesma moeda. Não basta alguém dizer que tem fé em Cristo. Essa fé, se verdadeira, se manifestará em transformação da vida. João Batista, profeta precursor de Jesus, disse aos líderes religiosos de sua época:

Tiago, irmão e discípulo de Jesus, escreveu: “Meus irmãos, que adianta alguém dizer que tem fé se ela não vier acompanhada de ações? Será que essa fé pode salvá-lo? Por exemplo, pode haver irmãos ou irmãs que precisam de roupa e que não têm nada para comer. Se vocês não lhes dão o que eles precisam para viver, não adianta nada dizer: “Que Deus os abençoe! Vistam agasalhos e comam bem.” Portanto, a fé é assim: se não vier acompanhada de ações, é coisa morta. Mas alguém poderá dizer: “Você tem fé, e eu tenho ações.” E eu respondo: “Então me mostre como é possível ter fé sem que ela seja acompanhada de ações. Eu vou lhe mostrar a minha fé por meio das minhas ações.” Você crê que há somente um Deus? Ótimo! Os demônios também crêem e tremem de medo. Seu tolo! Vou provar-lhe que a fé sem ações não vale nada. Como é que o nosso antepassado Abraão foi aceito por Deus? Foi pelo que fez quando ofereceu o seu filho Isaque sobre o altar. Veja como a sua fé e as suas ações agiram juntas. Por meio das suas ações, a sua fé se tornou completa. Assim aconteceu o que as Escrituras Sagradas dizem: “Abraão creu em Deus, e por isso Deus o aceitou.” E Abraão foi chamado de “amigo de Deus”. Assim, vocês vêem que a pessoa é aceita por Deus por meio das suas ações e não somente pela fé.” Tiago 2.14-26.

CONCLUSÃO:

Sintetizando o que vimos até aqui, podemos afirmar que: Conversão é o ato único de dar as costas para o pecado em arrependimento e voltar-se para Cristo em fé. Você já se converteu a Cristo? Se verdadeiramente sim, como a conversão é uma mudança de direção, conseguirá identificar em sua vida três momentos: antes da conversão, a conversão em si e depois da conversão. Se ainda não, gostaria de fazêlo agora? Basta você confiar e se entregar a Jesus como a única conexão que pode restabelecer seu relacionamento com Deus, reconhecendo e confessando que é pecador. Ministração: Faça um apelo de decisão por Cristo e de confirmação de uma decisão já feita. Desafio: Desafie os participantes a escreverem o seu testemunho de conversão a Cristo, conforme o modelo abaixo.

Meu Testemunho de Conversão a Cristo Nome Completo: __________________________________________________________ Professor: ___________________________ Turma: _____________________________

1ª Parte: Antes da conversão Pergunta: Como era a sua vida antes de conhecer Jesus? Dica: Não gaste muito tempo nesta parte. Não valorize as coisas erradas que praticou.

2ª Parte: A conversão Pergunta: Que situações o levaram a conhecer Jesus? Como foi o processo? Dica: Entre em detalhes, tais como, nomes, datas, locais, etc.

3ª Parte: Depois da conversão Pergunta: Como tem sido a sua vida após conhecer Jesus? O que mudou? Dica: Esta é a parte mais importante. Nela estará o interesse maior das pessoas.

Próximas datas Imersão com Deus + Batismo: • 11 e 12 de junho • 09 e 10 de julho (ênfase em jovens e adolescentes) • 20 e 21 de agosto

MANUAL CONSOLIDAÇÃO: Link de acesso: https://www.dropbox.com/scl/fo/byc9zom2hhtsxjvshb6gj/h?dl=0&rlkey=za68wpvi8k

FESTA DE MULTIPLICAÇÃO:
SÁB – 25 JUN

Aumente a sua expectativa e convide todo  mundo para participar da maior de todas as festas! Expomimas,
16 às 21hrs.

DOM – 26 JUN

Celebraremos juntos uma grande colheita, agradecendo ao Senhor pelas grandes bênçãos. Convide toda a sua célula!